Início / Agenda / 11ª edição Prémio Empreendedorismo e Inovação CA. Candidaturas abertas até 12 de Julho

11ª edição Prémio Empreendedorismo e Inovação CA. Candidaturas abertas até 12 de Julho

As candidaturas à 11ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola foram alargadas até ao dia 12 de Julho de 2024. Um prémio que destaca 4 categorias-chave que visam responder a desafios prementes dos sectores agrícola, agro-alimentar e florestal.

Se tem uma ideia inovadora que ajude na gestão de recursos, descobriu a melhor forma de fazer com que as suas plantações resistam às alterações climáticas, conseguiu ver uma oportunidade em matéria vegetal que para os outros não passava de um monte de galhos, ou se sabe o segredo para dar mais sabor a um alimento e de forma segura, este é o Prémio a que deve concorrer.

O vencedor de cada categoria receberá um prémio monetário no valor de 5.000 euros, bem como o projecto merecedor da distinção Projecto de Elevado Potencial promovido por Associado do Crédito Agrícola. Será ainda atribuída uma menção honrosa para Inovação em Parceria no valor monetário de 2.500 euros e a Agência Nacional de Inovação (ANI) irá também atribuir o reconhecimento Born from Knowledge (BfK Awards), de entre os finalistas, no valor monetário de 2.500 euros.

Esta edição regressa com quatro categorias abertas a concurso público, nas quais procuram-se soluções inovadoras a quatro desafios com grande impacto nos sectores agrícola, agroalimentar e florestal:

  • Transição Energética e Neutralidade Carbónica, destinado a projectos cujas soluções visem contribuir para a transição energética e neutralidade carbónica da produção agrícola, agro-alimentar e florestal, através da melhoria da eficiência energética, gestão eficiente da água e/ou solo, promoção da economia circular, promoção do consumo sustentável e de cadeias curtas de abastecimento, sequestro de carbono, entre outras;
  • Resposta a Stresses Bióticos e Abióticos, destinado a projectos que visem responder a stresses bióticos e abióticos das culturas agro-florestais, sejam eles provocados pelas alterações climáticas ou não, incluindo o diagnóstico precoce de stresses bióticos e/ou abióticos, mecanismos de prevenção de stresses bióticos e/ou abióticos, o desenvolvimento de biofitofármacos, soluções de protecção integrada, engenharia genética e melhoramento de plantas, biodiversidade e gestão do solo, entre outros;
  • Valorização de Recursos Endógenos, destinado a projectos que visem valorizar recursos endógenos e dinamizar os territórios de baixa densidade do interior, através da criação de novas cadeias de valor, da gestão eficiente e valorização de resíduos e/ou subprodutos, da conservação da biodiversidade, da preservação da paisagem e prevenção de incêndios, da valorização de culturas ou variedades autóctones, entre outros;
  • Segurança Alimentar e Nutricional, destinado a projectos que contribuam para a produção de alimentos mais seguros e/ou mais nutritivos, substitutos de produtos alergénicos ou de elevada intolerância, produtos prebióticos, probióticos, simbióticos, suplementos e nutracêuticos, ou outras soluções que visem promover a segurança alimentar e nutricional da população.

Mais informação e inscrições aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.