Início / Agenda / XI Jornadas Fenareg debatem futuro do regadio e promovem novo modelo de gestão de Alqueva

XI Jornadas Fenareg debatem futuro do regadio e promovem novo modelo de gestão de Alqueva

A Federação Nacional de Regantes de Portugal organiza as XI Jornadas Fenareg – Encontro Regadio 2018, nos dias 15 e 16 de Novembro, em Montes Velhos, no concelho de Aljustrel.

O evento é realizado com a colaboração da Associação de Beneficiários do Roxo, associando-se assim às comemorações dos 50 anos desta obra de regadio público. E conta com o apoio do Novo Banco.

As Jornadas encerram, no dia 16 de Novembro, com um almoço comemorativo dos 50 anos do Aproveitamento Hidroagrícola do Roxo, com a presença do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos.

Estudos na calha

As Jornadas prometem muito debate com a apresentação de um contributo para o desenvolvimento de uma Estratégia Nacional para o Regadio até 2050, promovido pela Fenareg e realizado pela Agro.Ges.

E também com a apresentação de um estudo realizado por investigadores do Instituto Superior de Agronomia, que propõe um novo modelo de gestão da rede primária e das redes secundárias de distribuição da água no perímetro de rega de Alqueva.

Ponto de encontro dos principais stakeholders envolvidos com o regadio e com a gestão da água, a edição deste ano incidirá sobre as políticas públicas que irão marcar o futuro do sector, num importante momento de reflexão e de definição de estratégias de desenvolvimento da agricultura e dos territórios rurais.

Objectivos estratégicos para o desenvolvimento do regadio

Durante o evento será apresentado um contributo para o desenvolvimento de uma Estratégia Nacional para o Regadio até 2050. Este elenca objectivos estratégicos para o desenvolvimento do regadio em Portugal a longo prazo, propõe critérios de orientação das políticas públicas de regadio e um modelo de financiamento para o período 2020-2050. O estudo é promovido pela Fenareg e realizado pela Agro.Ges.

Novo modelo de gestão de Alqueva

O regadio público na área de influência de Alqueva será outro dos temas em destaque nas Jornadas. A Fenareg e a Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) vão apresentar estudo que propõe um novo modelo de gestão da rede primária e das redes secundárias de distribuição da água no perímetro de rega de Alqueva e nos perímetros confinantes e que defende uma política articulada de tarifários. O estudo é realizado por investigadores do Instituto Superior de Agronomia.

Mais informações aqui.

Associação de utilidade pública

Fenareg é uma associação de utilidade pública, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, fundada em 2005, que agrupa entidades dedicadas à gestão da água para rega, tanto superficial como subterrânea, com o objectivo de unir esforços e vontades na defesa dos seus legítimos interesses e na promoção do desenvolvimento sustentável e da competitividade do regadio.

Actualmente conta com 27 associados que representam mais de 25 mil agricultores regantes e cerca de 126.000 hectares, que significa mais de 90% do regadio organizado, 76% do regadio colectivo público e cerca de 20% do regadio nacional.

Ver também:

José Núncio, Fenareg: “Em Portugal não existe um Plano Nacional de Regadios”

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Governo dos Açores desafia agricultores a diminuir a dependência dos apoios

O director Regional da Agricultura afirmou, na ilha Terceira, que os agricultores devem apostar, cada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.