Início / Agricultura / Viveiro de plantas italiano procura tecnologia que permita a micropropagação
Designed by Freepik

Viveiro de plantas italiano procura tecnologia que permita a micropropagação

Um viveiro de plantas italiano está à procura de tecnologia que permita a micropropagação. A introdução dessa técnica deverá tornar a empresa capaz de produzir plantas livres de doenças com características genéticas e de saúde idênticas às das plantas usadas para propagação.

A micropropagação também deverá permitirá reduzir o tempo e o espaço necessários para o processo produtivo.

Segundo a secção de Oportunidades de Negócio da Enterprise Europe Network, a empresa pretende estabelecer acordos comerciais com assistência técnica.

Este viveiro italiano está envolvido na produção de plantas para profissionais e amadores. Abrange uma área de aproximadamente 30.000 metros quadrados e tem estufas totalmente automatizadas.

Como contactar

Para mais informações, procurar pela referência IT-2019-211 aqui. Mais informações sobre a empresa aqui.

A Enterprise Europe Network é uma rede de serviços para ajudar as empresas a inovar e a competir melhor no espaço europeu.

Mais de 500 pontos de contacto

Formada por mais de 500 pontos de contacto, espalhados por 40 países na Europa, a rede oferece um conjunto de serviços descentralizados e de proximidade, que apoiam as pequenas e médias empresas (PME) no seu processo de internacionalização e no encontro de parceiros estratégicos para a inovação e o desenvolvimento sustentado dos seus negócios.

Em Portugal, liderada pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, a Enterprise Europe Network é representada por um consórcio que envolve doze entidades públicas e associativas, distribuídas regionalmente por todo o território nacional, incluindo as regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Beer Party leva mais de 100 cervejas para prova em Lisboa

O melhor do mundo das cervejas estará reunido no Lisbon Marriott Hotel, este sábado, a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.