Início / Agricultura / Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro atribui título de Honoris Causa a Paul Symington

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro atribui título de Honoris Causa a Paul Symington

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vai conceder o título de Doutor Honoris Causa a Paul Symington na próxima sexta feira, dia 4 de Outubro, como reconhecimento de mérito pela forte ligação à UTAD, pelos serviços prestados à região, pela relevância do contributo para a economia do território e o tecido empresarial, bem como pelo apoio à preservação da biodiversidade e dos ecossistemas agrários ao longo do seu percurso profissional. A cerimónia realiza-se pelas 15 horas, na aula magna da UTAD.

A propósito desta distinção, o reitor referiu que Paul Symington, da Symington Family Estates, tem sido o rosto de uma empresa familiar com sucesso na era da globalização, um exemplo de crescimento, de consolidação da marca e da criação de valor.

Tradição secular do Douro

Acrescentou o reitor que Paul Symington, ao longo da sua carreira, tem mostrado como a tradição secular do Douro pode coexistir com a mais avançada enologia. Mas também um exemplo no apoio a causas sociais e ambientais, tendo destacado o programa que promoveu com a UTAD de atribuição de bolsas a estudantes que se têm distinguido na área do vinho e da vinha e ainda em programas de biodiversidade, salientando o projecto de preservação do Bufo Real.

O percurso profissional de Paul Symington, mostra que “tem como causa profunda da sua vocação a terra: o Douro. A força de Paul Symington teve o mérito de ajudar a colocar o Douro e o vinho do Porto na primeira linha dos vinhos mundiais”.

Galeria de doutores honoris causa

A galeria de doutores honoris causa da UTAD inclui personalidades ímpares da cultura, da ciência, do mundo empresarial, mas também figuras com uma forte ligação à região de implantação da Universidade e, em particular, ao Douro: Valente de Oliveira (2013) pelo papel no PDRITM e na navegabilidade do Douro; Braga da Cruz (2015) pelo papel no desenvolvimento económico, social e patrimonial; Miguel Cadilhe (2017) pela dinamização da candidatura do Douro Património Mundial; os enólogos João Nicolau de Almeida (2015) e Francisco Olazabal, enquanto empresários inspiradores de uma nova geração de enólogos que têm projectado o Douro internacionalmente.

No ano passado atribuiu a uma figura ímpar da cultura e do Douro, Agustina Bessa Luiz (2018), cujo olhar está associado ao de outro doutor da UTAD, Manoel de Oliveira (2012).

Paul Douglas Symington

Paul Douglas Symington nasceu no Porto, em 1953, numa família com pergaminhos ligados ao Douro e ao Vinho do Porto há mais de três séculos. Estudou na Universidade de Neuchâtel na Suíça e na Universidade de Westminster em Londres, onde se licenciou em Gestão.

Em 1979 ingressou na empresa familiar de Vinho do Porto, Symington Family Estates, a cujo Conselho de Administração presidiu entre 2003 e 2018.

A família Symington detém hoje 26 quintas distribuídas pelo Douro. Pelos serviços prestados à região e ao Vinho do Porto, Paul Symington tem vindo a ser agraciado com honrosos prémios e distinções, sendo uma das principais referências mundiais no sector dos vinhos, em especial o Vinho do Porto.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comissário dos Oceanos escreve a 22 ministros a pedir solução para a morte acidental de golfinhos

Partilhar            O Comissário Europeu, Virginijus Sinkevičius, responsável pelo Ambiente, Oceanos e Pescas, escreveu a 22 ministros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.