Início / Featured / Turismo de Natureza e Náutico: Barcelos cria seis ancoradouros no Rio Cávado

Turismo de Natureza e Náutico: Barcelos cria seis ancoradouros no Rio Cávado

A Câmara Municipal de Barcelos apresentou, no passado dia 28 de Março, uma candidatura ao fundo comunitário denominado “Acções de Qualificação de Produtos Turísticos e Estratégicos do Minho – Turismo Natureza/Náutico – Qualificação das experiências da Natureza do Minho – Ancoradouros no Rio Cávado”, no âmbito do programa PROVERE.

A candidatura destina-se a comparticipar no financiamento do projecto de instalação de seis ancoradouros ao longo das margens do Rio Cávado e dentro da área geográfica do concelho de Barcelos.

“O projecto de execução está elaborado, aguardando-se agora o resultado da candidatura para avançar com a sua instalação, mas tudo indica que em breve será dada aprovação”, diz fonte institucional da autarquia.

Canoagem, pesca e lazer

Os ancoradouros são infra-estruturas de apoio à prática de canoagem, à pesca e lazer e ficarão situados nos seguintes locais: Mariz, Medros (Barcelinhos), Quinta do Brigadeiro (Vila Frescainha S. Martinho), Frente Ribeirinha de Barcelos, Areias de Vilar e Barragem da Penide (Areias de São Vicente).

A proposta para a instalação de ancoradouros (cais flutuantes) de acesso ao Rio Cávado tem como princípio potencializar os locais, devolvendo uma área de lazer a todos os cidadãos e ser um motor de promoção do desenvolvimento, de revitalização e de criação de novas dinâmicas ao longo das margens.

Desporto de rio

Pretende assim a autarquia de Barcelos criar uma estrutura de base e apoio às actividades de desporto de rio constituído por um cais de embarque, com a construção de equipamentos flutuantes em sistema modular, com revestimento a deck de madeira, adequado a instalações em clubes e autarquias que precisam de um cais ligeiro para pequenas embarcações em locais abrigados, integrando-se no meio envolvente.

Estas estruturas pretendem contribuir para melhorar as condições do Rio Cávado e a qualidade da água, devolvendo à população um espaço ímpar para a prática de actividades desportivas aquáticas (canoagem) e de lazer (pesca), salienta a mesma fonte.

A utilização destas novas estruturas pode ser realizada nos diferentes âmbitos: desporto escolar, competição (clube), férias desportivas, lazer e prática alargada à população em geral.

Contrato de comodato

O ancoradouro previsto para Areias de S. Vicente localiza-se no parque de lazer junto à Barragem de Penide e é propriedade da Freguesia de Areias de S. Vicente; o Ancoradouro de Barcelinhos localiza-se no Parque de Lazer da Foz dos Ameais (Medros), declarado como domínio público da Freguesia de Barcelinhos.

Para que a Câmara Municipal possa intervir nestes espaços, foi aprovada, na reunião do executivo municipal de 5 de Abril, um contrato de comodato com a Freguesia de Areias S. Vicente e uma cedência de utilização com a Freguesia de Barcelinhos.

Esta fase de instalação de ancoradouros ao longo do Rio Cávado poderá ter continuidade em fases seguintes, dependendo do financiamento dos projectos, quer através de fundos comunitários, quer através das autarquias.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

O Vinho do Porto pode aprender com o champanhe a subir o preço médio das garrafas

O Barca Velha pode ajudar o Douro a tornar os seus vinhos mais caros, tal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.