Início / Agricultura / Trabalhadores de inspecção veterinária em greve por carreira especial que já foi aprovada há 2 semanas

Trabalhadores de inspecção veterinária em greve por carreira especial que já foi aprovada há 2 semanas

Os trabalhadores de inspecção sanitária estão em greve até sábado. Reivindicam a criação de uma carreira especial, a mesma que foi aprovada em Conselho de Ministros há duas semanas.

A greve deve-se à “continuada ausência de resposta do Governo à exigência de criação da carreira de inspecção sanitária, reivindicação da maior justeza que os sucessivos governos têm ignorado”, explica o Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN), em comunicado.

Ministério da Agricultura vê greve “com grande estranheza”

“Depois de ter sido aprovada na generalidade, em Conselho de Ministros, a criação da carreira especial de inspecção veterinária, o Governo vê com grande estranheza que esteja em curso uma greve dos trabalhadores da inspecção veterinária, decretada com base na reivindicação da criação dessa carreira”, diz um comunicado do Ministério da Agricultura.

Criada sob proposta conjunta do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural e do Ministério das Finanças, esta carreira “vem dar resposta a uma aspiração da classe médico-veterinária e de diferentes sindicatos do sector, que conta já com mais de duas décadas”, salienta um comunicado do Ministério da Agricultura.

Valorização da actividade de inspecção veterinária

O objectivo da criação desta carreira passa pela valorização da actividade de inspecção veterinária e dos seus profissionais, de importância fundamental para assegurar o funcionamento do mercado e garantir a segurança da actividade dos matadouros.

Acrescenta o comunicado do Ministério que a actividade inspectiva veterinária “dá resposta às imposições legais decorrentes da aplicação da legislação comunitária e a nova carreira permitirá assegurar o funcionamento do sector de abate de acordo com as respectivas necessidades e especificidades”.

Segundo o Ministério da Agricultura, foi ontem, 15 de Abril, enviada aos sindicatos uma convocatória para uma reunião no próximo dia 23, tendo como objectivo proceder à apresentação e apreciação do projecto de carreira aprovado, pelo que, “não obstante o Ministério da Agricultura considerar o direito à greve como um direito inalienável dos trabalhadores, não pode igualmente deixar de considerar esta greve como incompreensível, tanto mais que desrespeita a determinação do Tribunal Arbitral quando à prestação de serviços mínimos”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Empresa sueca procura produtores de drones aéreos e marítimos

Um dos principais fornecedores suecos de soluções de infra-estrutura marítima pretende usar drones operados remotamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.