Início / Mar / Ambiente / Tiago Pitta e Cunha na Estrutura de Alto Nível da Comissão Europeia dedicada aos Oceanos

Tiago Pitta e Cunha na Estrutura de Alto Nível da Comissão Europeia dedicada aos Oceanos

O presidente executivo da Fundação Oceano Azul, Tiago Pitta e Cunha, foi seleccionado para integrar o Conselho de Missão da Comissão Europeia “Oceanos Saudáveis, Mares, Águas Costeiras e Interiores”.

No âmbito do programa de investigação e inovação da União Europeia para o período de 20212027 “Horizonte Europa”, que conta com fundos no valor de 100 mil milhões de euros, o Oceano foi considerado, pela Comissão Europeia, como uma prioridade, a par de outros quatro temas.

A Fundação Oceano Azul congratula-se com o facto de, pela primeira vez, a Comissão Europeia ter estabelecido um painel com esta importância para o oceano, bem como com a nomeação de dois dos seus membros do conselho de administração, Tiago Pitta e Cunha, CEO, e Peter Heffernan, conselheiro especial, para integrarem esta estrutura.

Pascal Lamy, antigo Comissário Europeu e que foi director geral da Organização Mundial do Comércio, irá liderar este Conselho de Missão.

15 especialistas para cada comité

Cada comité de missão é composto por 15 especialistas que, até ao final de 2019, vão identificar o primeiro conjunto de acções possíveis nas respectivas áreas. Além disso, será criada uma assembleia para cada missão, reunindo um número maior de especialistas que possam contribuir com ideias, conhecimento e expertise adicionais que serão fundamentais para o sucesso das cinco missões.

O programa “Horizonte Europa”, estabelecido para 2021-2027, dá continuidade ao programa Horizonte 2020 e é o principal programa de financiamento da ciência, na Europa.

Fundação Oceano Azul

A Fundação Oceano Azul nasceu em 2017, com o objectivo de promover um oceano mais saudável e produtivo através de três principais áreas de acção: literacia, conservação e capacitação, sob o mote “From the ocean’s point of view”.

Com sede em Portugal, trabalha para o desenvolvimento de uma geração azul, uma nova economia azul e para posicionar o País como líder internacional em questões relacionadas com o oceano.

Tem alcance internacional, através de projectos desenvolvidos com outros países, fundações e organizações da sociedade civil, bem como organizações inter-governamentais, como as Nações Unidas e a União Europeia.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Ana Paula Vitorino despede-se do Ministério do Mar. Leia aqui o balanço do mandato

Ana Paula Vitorino vai ser substituída na liderança da pasta do Mar por Ricardo Serrão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.