Início / Agricultura / Tesselo arranca com actividade na prevenção de incêndios florestais e pragas agrícolas

Tesselo arranca com actividade na prevenção de incêndios florestais e pragas agrícolas

A ​Tesselo​, a startup que combina imagens de satélite com Inteligência Artificial (IA) oficializou ontem, 23 de Maio de 2019, o início da sua actividade em Portugal, com o objectivo de combater desafios ambientais. As imagens em tempo real permitem estimar e mitigar os danos, desde infecções de colheitas, à exposição de redes eléctricas a incêndios florestais.

Após dois anos de intensa pesquisa e desenvolvimento, a Tesselo oferece uma gama de soluções de mapeamento, baseadas em IA, aplicáveis a um amplo espectro de sectores e matérias. Uma das principais aplicações em Portugal, país onde a empresa tem a sua sede, incide na prevenção de incêndios de grandes proporções.

Para os fundadores da Tesselo, as tecnologias modernas são o veículo de transição para uma verdadeira economia sustentável e, com esta convicção, decidiram combinar as suas capacidades técnicas no desenvolvimento de uma solução de combate às alterações climáticas.

O objectivo de longo-prazo da Tesselo é acelerar a transição global em direcção à sustentabilidade ambiental, através da inteligência geoespacial.

Monitorizar alterações ao longo do tempo

A Tesselo produz imagens compostas cristalinas, criando mosaicos nítidos de dezenas, às vezes centenas, de fotografias de satélite sobre as quais executa modelos de IA, para extrair informações adaptadas às necessidades do cliente.

O resultado permite monitorizar alterações incrementais ao longo do tempo, ajudando a identificar padrões e a sinalizar áreas de risco. Fenómenos dinâmicos são expostos em tempo quase real, desde a vegetação que cresce muito perto de linhas de alta tensão, até ao impacto de um incêndio florestal no habitat local.

Programa Europeu Copernicus

As imagens-base da Tesselo provêm do Programa Europeu Copernicus, lançado em 2016, e a análise das alterações ambientais ao longo das décadas é feita a partir de arquivos de 40 anos da NASA.

O CEO da Tesselo, Rémi Charpentier, afirma que “​as novas capacidades de observação da terra e os últimos avanços em IA permitem-nos construir modelos ambientais a uma escala, nível de precisão e velocidade nunca antes visto. Estamos muito satisfeitos em inaugurar, hoje, a nossa actividade em Portugal e, em disponibilizar a nossa tecnologia a um elevado número de empresas desde a silvicultura, à agricultura e ao desenvolvimento urbano”.

Afirma, também, que a sua “tecnologia permite monitorizar as mudanças de uma forma muito pormenorizada, permitindo integrar temporadas e ciclos de vida das plantas nos nossos modelos de vegetação. É estratégico para a Tesselo estar sediada em Portugal, um dos centros tecnológicos que mais rápido cresce na Europa e um país onde a nossa tecnologia tem um impacto imediato”.

Mapeamento de Portugal continental

A empresa desenvolveu uma solução de mapeamento de Portugal continental aplicável a um grande espectro de sectores e matérias como a silvicultura, a agricultura, o planeamento urbano, entre outros.

A tecnologia da Tesselo pode estimar o risco e o impacto dos fogos florestais, monitorando áreas de limpeza em torno de infra-estruturas e postos de alta tensão, para mapear o risco e assegurar que os regulamentos ambientais são aplicados.

Esta tecnologia é de particular relevância para o País que se encontra a recuperar do devastador fogo florestal de Junho de 2017. No ranking europeu, Portugal tem um dos índices mais elevados de risco de incêndio florestal, como confirma a tendência anual de área ardida nas últimas quatro décadas, apesar do aumento do investimento no número de ​activos​ de combate a incêndios.

Em 2017, de acordo com o Sistema Europeu de Informações sobre Incêndios Florestais (EFFIS) da Comissão Europeia, foram destruídos ​563.000 hectares​, devido a ​16.981 incêndios.

A Tesselo já recebeu 3 bolsas da Agência Espacial Europeia e criou uma parceria de longo prazo com o Instituto Pedro Nunes (IPN), localizado em Coimbra.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

DGAV promove Concurso de Fotografia sobre a actividade veterinária

A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária promove, até 30 de Setembro 2019 um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.