Início / Economia / Taxa de desemprego diminui para 6,1% no 3.º trimestre de 2019

Taxa de desemprego diminui para 6,1% no 3.º trimestre de 2019

A taxa de desemprego, no terceiro trimestre de 2019, foi de 6,1%, atingindo o valor mais baixo da série iniciada em 2011. Aquele valor é inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) ao do trimestre anterior e em 0,6 p.p. ao do trimestre homólogo de 2018, divulga o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A população desempregada, estimada em 323,4 mil pessoas, diminuiu 1,5% (5,1 mil) em comparação com o trimestre anterior e 8,3% (29,3 mil) em relação ao 3.º trimestre de 2018.

Na população empregada (4 947,8 mil pessoas) foi observado um acréscimo trimestral de 0,6% (31,1 mil) e um acréscimo homólogo de 0,9% (45,0 mil).

A taxa de desemprego de jovens (15 a 24 anos) situou-se em 17,9%, tendo diminuído 0,2 p.p. em relação ao trimestre anterior e 2,1 p.p. relativamente ao homólogo. A proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) foi estimada em 52,4%, menos 0,7 p.p. que no trimestre anterior e mais 2,4 p.p. que no homólogo.

População activa

Os resultados do Inquérito ao Emprego relativos ao 3.º trimestre de 2019 indicam que a população activa, estimada em 5.271,2 mil pessoas, aumentou 0,5% (26,1 mil) em relação ao trimestre anterior e 0,3% (15,7 mil) relativamente ao trimestre homólogo de 2018.

A taxa de actividade da população em idade activa (15 e mais anos) situou-se em 59,5% e aumentou 0,3 pontos percentuais (p.p.) em relação ao trimestre anterior e 0,1 p.p. por comparação com o trimestre homólogo.

A taxa de actividade dos homens (64,9%) foi superior à das mulheres (54,7%) em 10,2 p.p. e aumentou 0,8 p.p. em relação ao trimestre anterior e 0,4 p.p. relativamente ao homólogo, enquanto a taxa de actividade das mulheres diminuiu 0,2 p.p. em relação a ambos os períodos de comparação.

População empregada

A população empregada (4 947,8 mil pessoas) aumentou 0,6% (31,1 mil), em consonância com o padrão observado nos terceiros trimestres desde o 3.º trimestre de 2016, inclusive.

Esta variação resultou, principalmente, dos acréscimos ocorridos nos seguintes grupos populacionais: homens (45,0 mil; 1,8%); pessoas dos 45 aos 64 anos (30,6 mil; 1,4%) e dos 15 aos 24 anos (24,5 mil; 8,3%); que completaram o ensino secundário e pós-secundário (65,6 mil; 4,7%); empregadas no sector dos serviços (27,9 mil; 0,8%), em particular nas actividades de alojamento, restauração e similares (14,5 mil; 4,6%) e nas atividades artísticas, de espectáculos, desportivas e recreativas (15,4 mil; 24,6%); que trabalham por conta de outrem (42,9 mil; 1,1%), com contrato sem termo (53,4 mil; 1,7%); e empregados a tempo completo (59,5 mil; 1,4%).

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Nuno Russo defende que “é necessário criar estratégias que incluam a saúde humana, animal e o meio ambiente”

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou hoje, 19 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.