Início / Agricultura / Syngenta inaugura 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores em Portugal

Syngenta inaugura 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores em Portugal

O 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores e Tratamento de Efluentes Fitossanitários em Portugal foi inaugurado a 21 de Junho, na Cordinhã, concelho de Cantanhede, pelo secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde.

Esta tecnologia de protecção ambiental vai servir 250 viticultores da região e a sua instalação resulta de uma parceria entre a Junta de Freguesia da Cordinhã e a Syngenta.

Sistema Héliosec

O sistema Héliosec, oferecido pela Syngenta à autarquia, funciona por desidratação natural através do vento e da temperatura, eliminando definitivamente os restos de calda e as águas residuais de lavagem dos pulverizadores.

“Este Centro de Lavagem de Pulverizadores é um equipamento único no País que vem dar resposta a 3 desafios: preservação ambiental, cumprimento da legislação relativa à utilização dos fitofármacos (recolha e tratamento) e apoio aos agricultores. Está preparado neste momento para receber aproximadamente 8.000 litros de efluente, mas está concebido para receber mais módulos de Héliosec e depósitos, podendo ir até aos 20.000 litros”, explicou o presidente da Junta de Freguesia da Cordinhã, Pedro Carrana.

Zona de grande produção vitivinícola

“Estamos numa zona de grande produção vitivinícola onde se fazem muitos tratamentos nas vinhas durante a campanha. Os agricultores têm necessidade de soluções para gerir de forma correta o resíduo resultante da lavagem dos seus pulverizadores. O sistema Héliosec é uma das soluções que a Syngenta encontrou para ajudar os agricultores a praticar uma agricultura sustentável e amiga do ambiente”, explicou Felisbela Campos, responsável de assuntos corporativos da Syngenta em Portugal.

Por sua vez, o secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, sublinhou que o consumidor actual quer saber como é que os alimentos chegam à sua mesa e se garantem a sustentabilidade ambiental e, por isso, este Centro “é um excelente exemplo a acrescer à reconhecida qualidade dos vinhos da Bairrada, é um sinal de que os viticultores da região se preocupam com o ambiente e certamente isto reverterá a vosso favor. Espero que a utilização deste Centro entre nos usos e costumes da actividade vitícola e que seja um exemplo para o futuro”.

Quercus apoia

O presidente da associação ambientalista Quercus, Paulo do Carmo, esteve presente na inauguração e sublinhou que esta “é uma grande iniciativa, uma novidade a nível nacional, é a primeira vez que uma autarquia implementa um projecto ligado à produção vinícola que é muito amigo do ambiente e resolve problemas relacionados com a actividade das pessoas. É um exemplo de sustentabilidade e deve ser replicado“.

Participaram da cerimónia a presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio, o director regional de Agricultura e Pescas do Centro, Fernando Martins, entre outras entidades públicas regionais, os deputados Cristina Jesus e João Gouveia, e várias dezenas de viticultores da região, que vão receber formação por parte da Syngenta e da Junta de Freguesia da Cordinhã sobre o uso do Centro de Lavagem e sobre boas práticas de utilização de produtos fitofarmacêuticos.

The Good Growth Plan

Esta acção enquadra-se no âmbito do The Good Growth Plan, o compromisso da Syngenta a nível mundial para tornar as culturas agrícolas mais eficientes, respeitando o ambiente e as pessoas. Em Portugal, a Syngenta já formou mais de 5.000 agricultores sobre boas práticas relacionadas com o uso de produtos fitofarmacêuticos.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Produtores de sementes para produção de rebentos têm de estar registados na DGAV. Já conhece as novas regras?

Os estabelecimentos que produzem rebentos têm de ser aprovados pela  DGAV – Direcção Geral de …

Um comentário

  1. Gonçalo Magalhães

    Seria interessante replicar esta iniciativa noutras zonas vitícolas com grande densidade de produtores, nomeadamente a zona de Monção e Melgaço; parece-me que as autarquias também estarão motivadas e dispostas a colaborar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.