Início / Agenda / SPEA promove curso de introdução às orquídeas silvestres, de 23 a 24 de Março

SPEA promove curso de introdução às orquídeas silvestres, de 23 a 24 de Março

A SPEA — Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves está a promover o curso de Introdução às Orquídeas Silvestres, a realizar-se de 23 a 24 de Março de 2018, no Parque Natural da Arrábida.

Explica a organização que “poucas pessoas sabem que existem orquídeas silvestres em Portugal. Nos nossos campos e serras existem mais de 50 espécies destas belas flores. São espécies de grande beleza, com uma ecologia especial, que podemos observar principalmente nos maciços calcários, durante a Primavera”.

A Spea adianta que esta actividade “consiste de uma componente teórica, introdutória à família orchidaceae, e uma componente prática no campo, para observação, identificação e fotografia de orquídeas”.

Esta acção tem como formador Domingos Leitão, biólogo, doutorado em Ecologia e Biossistemática, director da SPEA, e botânico amador.

Para sócios

O curso destina-se a sócios da SPEA. Mas, se não é sócio mas gostaria de participar nesta actividade, “sugerimos que se torne sócio da SPEA. Desta forma estará também a contribuir para apoiar o trabalho que desenvolvemos em prol da conservação das aves e dos seus habitats”, salienta a organização.

Mesmo como sócio, a acção tem um custo de 25 euros por pessoa (no caso de apenas querer ir à parte teórica a participação é gratuita caso hajam vagas disponíveis).

O preço inclui seguro de acidentes pessoais, formador e todos os materiais da formação em versão digital, guia monitor e relatório da parte prática.

Inscrições aqui. Programa aqui.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Agricultores afectados pela tempestade Leslie com apoios garantidos

O secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, visitou esta manhã, 15 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.