Sines vai ser o centro das comunicações por cabo submarino entre América Latina e Europa - AGRICULTURA E MAR ACTUAL
Início / Empresas / Sines vai ser o centro das comunicações por cabo submarino entre América Latina e Europa

Sines vai ser o centro das comunicações por cabo submarino entre América Latina e Europa

A Aicep Global Parques assinou hoje, 3 de Outubro, um contrato com a Ellalink para a instalação da estação de entrada na Europa do cabo submarino de comunicações que vai ligar a América Latina à Europa. Trata-se de um investimento superior a 170 milhões de euros a realizar na ZILS — Zona Industrial e Logística de Sines. O objectivo é que o cabo “Ellalink” esteja operacional em 2019.

O contrato foi assinado no Centro de Negócios da ZILS na presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, do presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, do presidente da Aicep Global Parques, Francisco Mendes Palma, e do presidente da Aicep Portugal Global, Luís Castro Henriques.

Segundo o acordo, o Projecto Ellalink instala um cabo submarino de comunicações que liga a América Latina à Europa e instala a estação de entrada na Europa, do cabo submarino de mais de 10.000 km, no Centro de Negócios da Zona Industrial e Logística de Sines.

“A ZILS evidencia a sua capacidade de ser localização de investimentos de todo o tipo de actividade económica”, salienta fonte institucional da Aicep Global Parques acrescentando que o cabo submarino ampliará a comunicação entre a Europa e a América Latina.

Porquê a ZILS

A EllaLink, empresa espanhola-brasileira promotora do investimento é operadora de comunicações submarinas. A empresa constrói e opera infra-estruturas de comunicação estratégicas, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade da informação. A empresa, após análise comparativa, seleccionou a ZILS como localização da estação do cabo submarino porque o Centro de Negócios da ZILS “tem infra-estruturas de qualidade e acessos para fibra óptica compatíveis com as necessidades exigentes da implantação do cabo submarino e consentâneas com as capacidades de transmissão e armazenamento de informação e dados requeridos, agora e no futuro”, diz a mesma fonte.

Por outro lado, as instalações no Centro de Negócios “oferecem uma boa relação preço-qualidade no que diz respeito à segurança e à oferta de infraestruturas” e porque a Aicep Global Parques acompanhou o investidor desde o início “adaptando os espaços e as condições contratuais, às características específicas deste tipo de projecto”, além de Portugal ser “um ponto estratégico de passagem de rotas de cabos submarinos do Atlântico Sul e uma porta de entrada natural para a Península Ibérica e a Europa”.

A escolha da Ellalink recaiu ainda na ZILS porque “Portugal é um país seguro e com elevada aplicação de tecnologias da informação, assim como com recursos humanos qualificados”.

Favorecer a internacionalização dos mercados

O novo projecto de cabo submarino, com o nome Ellalink, permite uma conexão directa e ampla entre a Europa e a América Latina favorecendo a internacionalização de mercados. O interesse da infraestrutura deve-se ao facto de a Europa ser o continente onde se realiza o maior número de conexões internacionais e que oferece acesso directo a 75% dos conteúdos procurados pelos utilizadores da América Latina. A ligação tem assim importância para projectos de colaboração científica entre a Europa e a América Latina.

A nova conexão, de mais de 10.000 kms, permite a ligação directa entre o Brasil e a Europa e permitirá a redução de preço do serviço de Internet. Além disso, dará maior segurança na comunicação directa entre a América Latina e a Europa.

O objectivo é que o cabo “Ellalink” esteja operacional em 2019. O cabo liga a cidade brasileira de Santos a Fortaleza, no Brasil, e posteriormente através do Atlântico a Sines, em Portugal. O projecto representa um investimento total de mais de 200 milhões de dólares.

A Estação deste cabo submarino, em Sines, localizar-se-á no Centro de Negócios da ZILS – Zona Industrial e Logística de Sines, ficando assim a ZILS no importante mapa dos cabos internacionais de comunicações.

Segundo responsáveis da Ellalink “a decisão em eleger Sines para receber seu cabo submarino transcontinental confirma a vocação da cidade de Vasco da Gama de Porta Atlântica da Europa”.

A Aicep Global Parques é a parceira nacional de referência no apoio a estratégias de localização empresarial. Tem sob gestão directa três soluções de localização empresarial distintas que conseguem acolher projectos de todos os tipos e dimensões: a ZILS Global Parques em Sines, o BlueBiz Global Parques em Setúbal e o Albiz Global Parques em Albarraque, concelho de Sintra.

A ZILS Global Parques – Zona Industrial e Logística de Sines oferece uma localização com clara vocação atlântica e com fácil e rápido acesso a vias de comunicação nacionais e internacionais devido à proximidade ao Porto de Sines. Dispõe de 2375 ha de áreas vocacionadas para actividades industriais, logísticas e de serviços, contando já com algumas das maiores empresas nacionais, como a Galp, a EDP, a Repsol, a Sonae Indústria e o Grupo Cimpor.

A Aicep Global Parques presta serviços de localização industrial e logística em Portugal Continental através dos serviços – Global Find e Global Force.

O Global Find, uma plataforma com base em sistemas de informação geográfica está disponível gratuitamente na web e identifica soluções de localização em Portugal continental em função dos requisitos de determinado projecto.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 6 a 12 Agosto 2018

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas As cotações médias nacionais dos novilhos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.