Início / Agricultura / Segundo número da Revista Técnica WetWine já está online. Veja aqui

Segundo número da Revista Técnica WetWine já está online. Veja aqui

O segundo número da Revista Técnica WetWine, realizada no âmbito do projecto Wetwine, já está online, aqui.

A ADVID – Associação Desenvolvimento da Viticultura Duriense relembra que o projecto Wetwine, financiado pelo programa Interreg Sudoe e em que a ADVID é parceira, pretende fornecer soluções para os problemas de tratamento dos resíduos do sector vitivinícola, com base no desenvolvimento de um ensaio-piloto inovador, sustentado na co-digestão anaeróbia de efluentes de estações de tratamento de águas residuais (FitoEtar).

Lamas resultantes do Sistema WetWine

Na continuidade das actividades do projecto e após a instalação e funcionamento da planta piloto, as lamas resultantes do Sistema WetWine foram aplicadas nas parcelas experimentais (França, Espanha e Portugal), completando-se, assim, o segundo ano de ensaios agronómicos.

Prosseguiu-se ainda, com a análise do ciclo de vida, a construção do software WetWine bem como, a elaboração do Manual de Boas Práticas das Adegas e o Guia de modificação de políticas, que em breve serão divulgados.

Para acompanhamento deste projecto poderá aceder à pagina web do projecto aqui.

WetWine

O Projecto WetWine é formado por entidades representativas de três países do Sudoeste da Europa: França, Portugal e Espanha.

O “Projecto de cooperação transnacional para promover a protecção e a conservação do património natural do sector vitivinícola no espaço SUDOE”, surge da necessidade de gestão dos resíduos que a indústria vitivinícola gera durante o processo de vinificação e de monitorizar o seu impacto sobre o meio ambiente, além de promover o uso racional de fertilizantes, com base no desenvolvimento de uma experiência piloto inovadora: digestão anaeróbia e uso de Fito-ETAR para o tratamento de águas e lamas.

Como resultado do projecto WetWine, serão obtidas soluções para os problemas de produção de resíduos da indústria vitivinícola, através do tratamento das águas residuais e reutilização-reciclagem da fracção sólida como fertilizante, diminuindo-se assim em 90% o impacto da actividade vitivinícola sobre o património natural.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

CNEMA recebe Concurso Nacional de Mel a 8 de Março. Inscreva-se aqui

A 10.ª edição do Concurso Nacional de Mel e a 7.ª edição do Concurso Nacional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.