Início / Agenda / ScaleUp Porto tem 500 mil euros para empreendedores das energias limpas

ScaleUp Porto tem 500 mil euros para empreendedores das energias limpas

A InnoEnergy, a Gas Natural Fenosa, a agência Barcelona Activa, a Câmara Municipal do Porto e o UPTEC, através da iniciativa ScaleUp Porto, anunciam o lançamento da terceira edição do programa Cleantech Camp, que tem aberta a convocatória de propostas de negócio até ao dia 18 de Fevereiro.

A convocatória é dirigida a qualquer empreendedor (doutorado, investigador ou profissional) com uma ideia de negócio ou empresa em fase inicial que queiram empreender no sector das energias limpas.

Uma das novidades deste ano é a presença da cidade do Porto no evento, dando a oportunidade aos participantes de conhecer o ecossistema empresarial desta cidade portuguesa. Nesta edição, o parceiro principal, a Gas Natural Fenosa, em parceria com a InnoEnergy, procura soluções relacionadas com os seguintes desafios: automação e controlo de redes de distribuição energética, geração distribuída e auto-consumo, infraestruturas para a mobilidade sustentável (VE+GNV), realidade virtual e aumentada para infraestruturas energéticas.

Temáticas

De todas as candidaturas recebidas, serão seleccionados um máximo de 15 projectos relacionados com as seguintes temáticas: IoT & AI energia, eficiência energética; smart cities; energias renováveis; mobilidade sustentável; smart grids; e cibersegurança & blockchain na energia.

Josep-Miquel Torregrosa, business creation officer da InnoEnergy Iberia, afirma que “depois de mais de seis anos a acelerar e investir em startups e PME do sector da energia e das tecnologias limpas, usamos a nossa experiência e tudo o que aprendemos, para desenhar um programa que contém formação e sessões de trabalho necessárias para que qualquer empreendedor possa validar e lançar um novo produto ou serviço no mercado”.

Já Mónica Puente, directora de inovação tecnológica da Gas Natural Fenosa, comenta que “o Cleantech Camp é uma iniciativa muito interessante que tem um grande potencial para valorizar as ideias e projetos de empreendedores e grupos de investigação inovadores. O programa é formado por profissionais de alto nível e, na Gas Natural Fenosa, acreditamos que nos podem ajudar a desenvolver iniciativas que adicionem valor aos nossos clientes e que contribuam para a promoção das energias limpas”.

Compromisso do Porto

Por sua vez, Filipe Araújo, vice-presidente da Câmara Municipal do Porto e vereador do pelouro da Inovação e Ambiente, diz que “a aposta do Porto neste programa reforça a preocupação e o compromisso da cidade com a questão das alterações climáticas, e o papel que as cidades podem ter no apoio ao desenvolvimento de tecnologias e negócios que nos ajudem a construir um futuro mais sustentável”.

O programa tem um formato muito dinâmico para se poder elaborar o plano da empresa e validar a ideia de negócio com os parceiros do programa. O objectivo final é que os participantes validem com o mercado a ideia de negócio e criem a estratégia de implementação e lançamento adequada.

Viagens pagas

Os custos de viagem e alojamento nas cidades onde se irá desenvolver o programa estão cobertos pela organização. Além disso, os participantes disporão de um espaço na agência Barcelona Activa e no UPTEC, assim como acesso ao Innovation Hub da Gas Natural Fenosa para a realização de workshops.

Os participantes do Cleantech Camp passam também a estar elegíveis ao programa de investimento da InnoEnergy, tendo possibilidade de aceder a um investimento avaliado em 500.000 euros, em diferentes fases.

Nesta edição, o programa Cleantech Camp conta com a colaboração da ESADE Business School como Training Partner, com a presença de diferentes colaboradores e professores como o director do programa B2B Sales Management, Oscar Torres, ou a directora da ESADE Entrepreneurship Institute, Luisa Alemany.

Finalmente, este ano a iniciativa conta com o apoio da Comsa Corporación e a Ceiia, como parceiros de inovação desta iniciativa.

Prémios

O vencedor receberá 20.000 euros e o primeiro e segundo finalistas receberão 10.000 e 5.000 euros, respectivamente, além do suporte para o crescimento e consolidação do projecto com contributos em serviços no valor de 15.000 euros para os projectos com maior potencial de Espanha e Portugal.

Estas contribuições serão feitas pelos knowledge partners do programa, Osborne Clarke, Ateknea, SRS Advogados e ZBM Patents que estarão também presentes no evento final do programa, no dia 21 de Junho, como jurados.

As inscrições para participar no programa podem ser feitas através aqui.

 

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

3.ª fase da expansão do Terminal XXI avança com investimento privado de 547 M€

O Ministério do Mar, liderado por Ana Paula Vitorino, informa que foi dado mais “um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.