Início / Agricultura / Sapec Agro lança novo fungicida para o míldio da videira, o Spyrit C

Sapec Agro lança novo fungicida para o míldio da videira, o Spyrit C

A Sapec Agro continua a “enriquecer a sua gama de produtos fitofarmacêuticos, que é cada vez mais completa”, seguindo o “já reconhecido caminho de procura de novas soluções, adaptadas às necessidades da produção nacional”, e acaba de lançar o novo fungicida Spyrit C, homologado para o controlo do míldio em videira, informa a empresa.

O dimetomorfe é um fungicida que inibe a síntese da celulose, com actividade preventiva, curativa e uma importante acção anti esporulante. O cobre é um fungicida de superfície, multi-site, que inibe vários processos metabólicos.

O Spyrit C atua sobre os fungos através de diferentes processos, nomeadamente através do bloqueio de diferentes fases de formação da membrana celular, síntese de proteínas e lípidos e, ainda, através da inibição da produção de energia.

Segundo a Sapec Agro, após a aplicação, Spyrit C, reparte-se entre a superfície foliar e o interior da planta, sendo resistente à lavagem uma hora após o tratamento. Trata-se de um fungicida com uma “enorme versatilidade de aplicação mas o cobre torna-o particularmente interessante para ser aplicado numa fase mais próxima do final do ciclo, promovendo o endurecimento da película dos bagos, o atempamento das varas e ajudando na cicatrização de feridas provocadas por eventuais intervenções em verde”, adianta a empresa.

Características principais

O Spyrit C é um fungicida que contém que contém na sua composição duas substâncias activas (s.a.): dimetomorfe e cobre (na forma de oxicloreto de cobre). O dimetomorfe é um fungicida derivado do ácido cinâmico (CAA), que inibe a síntese da celulose, com actividade preventiva, curativa (sobre as infecções de míldio na sua fase inicial) e uma importante acção anti-esporulante.

O cobre é um fungicida de superfície, multi-site, que inibe vários processos metabólicos, actuando em diversas enzimas.

O Spyrit C atua através de diferentes processos, nomeadamente através do bloqueio de diferentes fases de formação da membrana celular, síntese de proteínas e lípidos e, ainda, inibindo a produção de energia.

Após a aplicação, o Spyrit C, reparte-se entre a superfície foliar e o interior da planta, sendo resistente à lavagem uma hora após o tratamento.

É um fungicida com uma enorme versatilidade de aplicação mas o cobre torna-o particularmente interessante para ser aplicado numa fase mais próxima do final do ciclo, promovendo o endurecimento da película dos bagos, atempamento das varas e ajudando na cicatrização de feridas provocadas por eventuais intervenções em verde.

Outras informações

Volume de calda recomendado: 300 a 1000 L/ha.
O intervalo entre aplicações deve ser de 10 a 12 dias.
Para evitar o desenvolvimento de resistências, não efectuar com este ou com outro fungicida do
grupo CAA, mais de 3 tratamentos por ciclo cultural, em videira.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Navigator recupera vegetação autóctone com espécie rara de carvalho em Monchique

A The Navigator Company levou a cabo uma acção de recuperação da vegetação autóctone na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.