Início / Agricultura / Saiba como praticar uma agricultura sustentável: 5 dicas fundamentais

Saiba como praticar uma agricultura sustentável: 5 dicas fundamentais

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Os objectivos principais de uma agricultura sustentável

A agricultura sustentável está assente em três objectivos principais, sendo eles:

  • a conservação do meio ambiente;
  • unidades agrícolas lucrativas
  • a criação de comunidades agrícolas prósperas.

Estes três objectivos referidos anteriormente foram definidos consoante com diversas filosofias, práticas e políticas, tanto sob o ponto de vista do  produtor agrícola como do consumidor.  Quando se fala em agricultura sustentável referimo-nos , portanto, à capacidade que uma determinada unidade agrícola ou até do  próprio planeta onde vivemos tem de continuar a produzir alimentos ou recursos, infinitamente, prejudicando o mínimo possível o  meio ambiente e a sociedade onde vivemos (preferencialmente).Se pretender exercer uma agricultura sustentável, existem  certas medidas que precisa tomar a fim de atingir  este importante objectivo. Neste artigo irá aprender dicas essenciais para praticar uma agricultura mais sustentável.

1.Os termos  “sustentável” e”orgânico” são distintos, não confunda!

O termo “orgânico” significa que o alimento foi cultivado ou produzido sem o uso de produtos químicos sintéticos.  Já  quando se fala em  sustentável, referimo-nos à capacidade que uma determinada exploração agrícola tem de produzir com um mínimo prejuízo ambiental possível.

É importante não confundir os termos  agricultura sustentável com  agricultura orgânica.  Embora ambos os tipos de agricultura visem práticas “ecologicamente mais sensíveis” e ambientalmente mais amigáveis,  são conceitos diferentes.  A agricultura sustentável tenta fazer o melhor uso das condições existentes, adaptando as culturas ao clima e ao solo e beneficiando de sinergias entre os seres vivos que compõem o sistema agrícola. Deste modo, a agricultura sustentável pode reduzir o uso de aditivos externos (factores de produção que provêm de fora da exploração, tal como fertilizantes, pesticidas, sementes), poupando energia e afectando os ciclos biogeoquímicos minimamente.

Fonte da imagem:Correio dos Campos

2. Agricultura sustentável, sabe o que significa?

A sustentabilidade de uma área de cultivo agrícola, refere-se à sua capacidade de produção indefinida sem comprometer as gerações futuras. Para avançar neste sentido, uma exploração agrícola tem que:

  • Evitar ao máximo mudanças negativas e irreversíveis ao solo tais como erosão e a desertificação.
  • Não usar os recursos irracionalmente (principalmente aqueles  que não podem ser repostos, como a água e a vegetação nativa não replantada).
  •  Produzir renda/lucro suficiente para se manter e consolidar  a sua forma de produção.

3. Tenha muita atenção à fonte de seus recursos

Para que nada corra mal, tem de ter em atenção de onde os recursos de sua exploração agrícola são provenientes, e se está a tomar  medidas para substituí-los o máximo possível por alternativas mais sustentáveis.

Tente responder às seguintes questões:

  • De onde provêm os seus recursos e inputs? Pense concretamente no caso da água, energia, alterações do solo e a alimentação de seus animais (se os tiver). Deve ter também uma visão a  longo prazo: de onde prevenirá os seus investimentos de capital na sua exploração agrícola(tais como materiais de construção, estruturas, ferramentas, etc.)?
  • Tenha em consideração que  nenhuma exploração agrícola deve ser vista como uma ilha: a auto-suficiência completa não é um requisito da agricultura sustentável. No entanto, a estabilidade e produtividade a longo prazo devem ser considerados como tal. Quanto mais renováveis e diversificados foram  os seus recursos, a sua exploração agrícola será sustentável por mais tempo.

Fonte da imagem:ADUBAR O FUTURO

4. Incentive a diversidade de culturas  dentro da sua exploração agrícola

Escolher a “policultura” ao invés da “monocultura” é por muitas razões mais vantajosa.  Causa menos desperdício e, em muitos casos, uma redução do consumo de combustíveis fósseis.

  • Produza várias culturas que sejam bem adaptadas às condições de sua localidade, ao invés de optar por uma colheita produtiva e voltada para o armazenamento.
  • Pratique rotação de culturas e use parte do seu terreno para pastagem dos animais. Utilize  plantas que se adaptem bem entre si e adubos verdes para manter a terra perpetuamente fértil e despromovida  de desgastes.
  • Relacione os seus animais e as colheitas entre si, criando um relacionamento ecológico, mutuamente benéfico entre ambos. A maneira mais simples de se fazer isso é usando o esterco de seu gado para fertilizar as suas culturas, bem como algumas de suas colheitas para alimentar o gado.

Fonte da imagem:O País

5. Selecione mão de obra confiável e exigente

Além de que deve proceder legalmente  para manter o seu capital humano devidamente regularizado,deve também contratar trabalhadores que se revejam nesta causa  da agricultura sustentável e que não se sintam constrangidos de lutar por ela. A redução da dependência de combustíveis fósseis significará obrigatoriamente  num aumento da dependência do trabalho humano. O trabalho físico e manual de seus trabalhadores rurais deverá caracterizar-se  então ser altamente especializado, feito por trabalhadores experientes que entendam a complexidade do sistema em que estão trabalhando.

A Cientista Agrícola

loading...

Verifique também

5 filmes sobre o mundo agrícola para assistir nas férias de Natal

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola Como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.