Início / Agricultura / Sabia que as zoonoses são responsáveis por 2,2 milhões de mortes por ano?
Foto: Designed by Freepik

Sabia que as zoonoses são responsáveis por 2,2 milhões de mortes por ano?

O Dia Mundial das Zoonoses, celebrado no dia 6 de Julho, visa promover a reflexão sobre as doenças que afectam as populações humanas e animais, bem como a importância dos serviços veterinários na implementação de medidas adequadas ao seu combate e controlo.

As zoonoses são responsáveis por cerca de 2,4 mil milhões de casos em humanos e 2,2 milhões de mortes por ano, divulga a DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária.

A OIE — Organização Mundial da Saúde Animal associa-se a esta efeméride divulgando algumas das medidas que têm sido desenvolvidas como contributo ao combate contra as zoonoses:

  • O Guia Tripartido de Zoonoses (GTZ) desenvolvido pela FAO, OIE e OMS reúne princípios, boas práticas e alternativas para a aplicação de uma colaboração sustentável e efectiva na interface homem-ambiente-animal.
  • Dinamização de Workshops relativos ao Programa Global OIE – PVS Pathway, otimizando a operacionalidade dos Serviços Veterinários nacionais, facilitando a coordenação entre diversos sectores e gerindo os principais riscos para a saúde, entre os quais se encontram as zoonoses;
  • O Plano Mundial estratégico enquadra a implementação de planos nacionais na luta contra a raiva, fornecendo os métodos mais adequados e aplicáveis ao nível regional e mundial, permitindo salvar vidas humanas desta doença zoonótica;

Tuberculose zoonótica

A luta contra a tuberculose zoonótica em populações humanas, bem como na tuberculose bovina, tem três temas centrais: melhorar o conhecimento científico, reduzir a transmissão na interface animal-humano e reforçar abordagens inter-sectoriais e colaborativas, acrescenta a DGAV.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

GNR apreende 287 quilos de pescado por fuga à lota em Quarteira. Coima até 44.891 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR — Guarda Nacional Republicana, através do Sub-destacamento de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.