Início / Featured / Rendimento dos pescadores açorianos aumenta 28% nos primeiros meses de 2019

Rendimento dos pescadores açorianos aumenta 28% nos primeiros meses de 2019

O secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores adiantou hoje, 27 de Março, em Santa Cruz das Flores, que, “apesar do mau tempo, os pescadores florentinos atingiram durante este ano 101 mil euros de rendimento na primeira venda em lota”, o que representa um aumento de 14% face aos valores do período homólogo de 2018.

Gui Menezes, que falava durante um encontro com elementos da Associação dos Pescadores Florentinos, adiantou ainda que, a nível regional, o valor de pescado na primeira venda em lota, até à data, atingiu 6,6 milhões de euros.

Rendimentos na primeira venda

“Durante o primeiro trimestre deste ano, os rendimentos dos pescadores açorianos na primeira venda aumentaram 28% face ao período homólogo de 2018”, frisou.

O secretário Regional afirmou que, no âmbito da formação profissional dos activos da pesca, a Direcção Regional das Pescas vai promover, em breve, na ilha das Flores, a realização de um curso de condução de motores até 150 killowats, acrescentando que também será apresentada em todas as ilhas a campanha ‘Segurança no Mar’, que consiste em formação em pirotécnicos e manuseamento de balsas.

Redes de emalhar

Gui Menezes salientou que o Governo dos Açores está a preparar alterações à regulamentação da utilização das redes de emalhar e de cofres, no sentido de garantir que a pesca praticada no arquipélago seja cada vez mais sustentável, acrescentando que “serão criados incentivos para abater este tipo de artes de pesca”.

O secretário Regional lembrou também que, este mês, foi alargado o período de defeso da lapa, a fim de salvaguardar a sustentabilidade deste recurso costeiro.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Centromarca celebra 25 anos a anunciar o Congresso das Marcas

A Centromarca – Associação Portuguesa de Empresas de Produto de Marca comemora este ano o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.