Início / Agricultura / Regantes pedem ao Governo medidas para reduzir factura da electricidade no regadio

Regantes pedem ao Governo medidas para reduzir factura da electricidade no regadio

A Fenareg – Federação Nacional de Regantes de Portugal amanhã, 15 de Junho, aproveitando a oportunidade da presença do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, no 8.º Encontro Ibérico – Regadio e Sustentabilidade, em Aljustrel, apela à implementação de medidas de apoio à sustentabilidade energética do regadio.

A Federação apela a medidas para compensar o “grave problema” que se criou desde 2012, com o desaparecimento dos apoios à electricidade verde.

Contratar potências eléctricas diferentes

Segundo os responsáveis pela Fenareg, as medidas essenciais para reduzir o custo da factura da electricidade no regadio e para aumentar a produtividade económica da água passam pela “possibilidade de contratar duas potências eléctricas diferentes ao longo de 12 meses”.

Actualmente a potência contratada é cobrada aos agricultores durante todo o ano, “quando na realidade o regadio só ocorre durante 6 meses por ano”, queixam-se os regantes, realçando que a limitação está na legislação nacional que apenas permite uma alteração do contrato para redução de potência uma vez por ano, o que não se adequa às necessidades dos agricultores.

Apoio às renováveis

Por outro lado, pede a criação de um programa de apoio para substituição das fontes de energia convencionais por renováveis nas explorações de regadio.

“Este permitiria alargar a um maior número de utilizadores as experiências-piloto levadas a cabo até à data por algumas Associações de Regantes”, como a Associação de Beneficiários do Roxo e a Associação de Beneficiários da Obra de Rega de Odivelas, que aproveitaram a energia gerada pelo sol para a produção de energias renováveis.

Por último, a Fenareg pede o reforço de acções de eficiência energética, com programa específico de apoio para o sector do regadio, visando a melhoria do desempenho energético das instalações, através da avaliação de desempenho e substituição de equipamentos existentes por outros mais eficientes.

Contratos de electricidade sazonais

“Espanha já avançou com contratos de electricidade sazonais para o regadio, tal como França, sendo importante que o Governo português crie a mesma possibilidade de contrato, num País onde os preços de electricidade são os mais altos da Europa e mais de metade da factura são impostos e taxas”, afirma o presidente da Fenareg, José Núncio.

O encontro com o secretário de Estado da Energia acontece no 8.º Encontro Ibérico – Regadio e Sustentabilidade, que decorre amanhã, às 9h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Aljustrel, e é dedicado ao “Cinquentenário do Aproveitamento Hidroagrícola do Roxo – Novos Desafios”, promovido pela Associação de Beneficiários do Roxo, em parceria com a Fenareg.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Hidro Ibérica lança novo site para facilitar proximidade com cliente nacional e internacional

A Hidro Ibérica – Estudo e Montagem de Regas, com foco principal “na melhoria contínua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.