Início / Apoios e Oportunidades / Refood Leça da Palmeira arranca a 17 de Junho no MAR Shopping Matosinhos

Refood Leça da Palmeira arranca a 17 de Junho no MAR Shopping Matosinhos

O Centro de Operações Refood Leça da Palmeira inicia a 17 de Junho, tornando-se no primeiro a abrir num centro comercial. Foi o MAR Shopping Matosinhos que, no âmbito da sua política de responsabilidade social “AMAR Quem Mais Precisa”, se abriu à possibilidade de acolher o centro.

Foi em Dezembro de 2014 que os pioneiros desencadearam o processo para abrir o centro Refood Leça da Palmeira. Realizada em Julho de 2015 a reunião sementeira, a principal dificuldade residia em encontrar instalações apropriadas para a operação de solidariedade.

60 voluntários e 20 gestores

A Refood Leça da Palmeira conta com cerca de 60 voluntários e 20 gestores. Actualmente colabora com o Centro Franciscano Pastoral de Acção Social de Leça da Palmeira e outros, que estão a ajudar a apurar as famílias que irão beneficiar dos alimentos excedentes dos parceiros.

Recorde-se que a Refood, um movimento que tem merecido o apoio de diversas personalidades e entidades, como é o caso do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visa terminar simultaneamente com o desperdício alimentar e com as necessidades alimentares nas comunidades locais, recolhendo e condicionando os alimentos excedentes de restaurantes, cafés, supermercados e outros, que, de outra forma, seriam desperdiçados, distribuindo-os junto de quem mais necessita.

Acabar com o desperdício alimentar

A Refood começou como uma ideia no final de 2010. A Refood 4 Good – Associação (uma Associação, e já IPSS, portuguesa sem fins lucrativos) foi formada no dia 18 de Julho de 2011 para servir o projecto entretanto já existente. É um esforço eco-humanitário, independente, 100% voluntário, orientada por cidadãos, que trabalham para eliminar o desperdício de alimentos e a carência alimentar em cada bairro.

O Movimento Refood e a associação procuram atingir e manter a transparência organizacional. Assim, cada centro de operações tem a obrigação de tornar pública a sua folha de serviços, operações financeiras e todos os dados pertinentes para a comunidade local avaliar.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Ponte de Lima organiza 1.ª Conferência Internacional sobre Sidras e Bebidas do Pomar

O município de Ponte de Lima vai promover a Sidra Talks – 1.ª Conferência Internacional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.