Início / Agricultura / Produção de ovos, abate de gado e pesca descarregada aumentam na Madeira

Produção de ovos, abate de gado e pesca descarregada aumentam na Madeira

A produção de ovos rondou os 12,0 milhões de unidades, aumentando 3,0% em termos homólogos, no primeiro semestre de 2016, na Região Autónoma da Madeira. No mesmo período, o abate de frango cresceu 19,9% face aos primeiros seis meses do ano anterior, totalizando 2 309,4 toneladas.

No que respeita ao gado abatido, constatou-se no período em referência, um aumento homólogo de 12,4%, atingindo as 391,7 toneladas, revela a Direcção Regional de Estatística da Madeira (DREM).

No domínio da pesca, o primeiro semestre de 2016 caracterizou-se por aumentos homólogos tanto nas quantidades capturadas de pescado (+11,7%, cifrando-se o total dos primeiros seis meses deste ano em 3 869,3 toneladas) como no valor de primeira venda (+8,5%, sendo o total semestral de 9,8 milhões de euros).

“Foram os acréscimos nas capturas de atum e similares que em grande medida determinaram o crescimento dos números globais para o período em referência”, acrescenta a DREM. Com efeito, a quantidade capturada de atum e similares aumentou 14,6% e o valor de primeira venda subiu 20,7%. A espécie com maior volume de capturas nos primeiros seis meses deste ano foi efectivamente o atum e similares (58,4% do total). Por sua vez, a captura de peixe-espada preto diminuiu 7,2% enquanto o valor de primeira venda caiu 0,9%.

Preço do pescado desce

O preço médio de pescado apurado na primeira venda para o período em referência foi de 2,54€ (2,61€ no mesmo período de 2015), com o preço médio para o atum e similares a atingir 2,52€ (2,40€ no período homólogo) e para o peixe espada-preto os 3,72€ (3,49€ nos primeiros seis meses do ano precedente).

preços agro e mar madeira agosto 2016

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Aeroporto do Montijo: PAN pede demissão do presidente da Agência Portuguesa do Ambiente

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) anunciou o seu parecer favorável condicionado ao Aeroporto Complementar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.