Início / Agricultura / Produção em modo biológico nos Açores vai ter mais ajudas do POSEI em 2020

Produção em modo biológico nos Açores vai ter mais ajudas do POSEI em 2020

O Director Regional revelou que, à semelhança de 2019, o Governo dos Açores pretende continuar a majorar positivamente as ajudas do POSEI em 2020 nas produções em modo biológico e, no futuro, introduzir melhorias nos apoios existentes à manutenção da agricultura biológica, que devem estar preferencialmente associados à efectiva comercialização de produtos obtidos.

José Élio Ventura, que falava sexta-feira, 7 de Junho, na Praia da Vitória, na abertura da VI BioFeira, organizada pela Cooperativa BioAzórica, que também contou com a presença do Director Regional do Desenvolvimento Rural, Valter Braga, afirmou ainda que a produção agrícola em modo biológico está em “contínuo crescimento” nos Açores, tanto nas áreas da diversificação agrícola, como nas produções tradicionais, atraindo cada vez mais produtores e conquistando mais área.

“Em 2012 existiam 53 produtores registados e uma área total em conversão ou já em modo de produção biológico de 428 hectares. Presentemente, existem 121 produtores certificados ou em conversão, a explorar uma área total de cerca de 1.200 hectares, e registam-se ainda 26 preparadores e distribuidores certificados de produtos biológicos”, revelou José Élio Ventura.

VI BioFeira

No caso do leite biológico, José Élio Ventura destacou que, ainda este ano, deverá entrar em fase de comercialização este novo produto, que resulta de uma “decisão estratégica acertada das indústrias, que permitirá uma maior notoriedade e valorização” do leite açoriano, além de ser “uma oportunidade para captar novos mercados, mais riqueza para os agricultores e para a indústria”.

Carne de bovino

Ao nível da carne de bovino também já ocorreram avanços importantes e estão reunidas condições para a sua comercialização a breve prazo, acrescentou.

“Estou convicto que, nesta área do biológico, tudo o que se produz é bem remunerado pelo mercado e totalmente absorvido”, afirmou o Director Regional, acrescentando que “as reais dimensões que este segmento de produção pode alcançar estão por calcular”.

Produzir mais e melhor, com mais qualidade, apostando em produtos diferenciadores e que tragam mais valor acrescentado são metas já apontadas pelo Governo dos Açores e que se aplicam, na integra, à agricultura biológica.

Diversificar a agricultura

Para o Governo dos Açores, esta é claramente “uma nova e estimulante oportunidade” para continuar a diversificar a agricultura, proporcionando novas oportunidades de negócio, com mais valias confirmadas para os produtores, que tem mercado assegurado e que encontra muitos consumidores sempre desejosos de produtos novos, frescos e com benefícios específicos para a saúde.

O Director Regional salientou que, por iniciativa do Governo, foi definido um plano estratégico específico para as produções biológicas para a próxima década, com medidas concretas para desenvolver, ainda mais, o modo de produção biológico na Região.

“O surgimento desta estratégia não acontece porque a produção em modo biológico está na moda, mas por opção convicta do Governo dos Açores”, disse José Élio Ventura, acrescentando que pela frente haverá muito trabalho, que vai exigir de todos os agentes do sector “união, firmeza e muita garra”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

DGAV promove Concurso de Fotografia sobre a actividade veterinária

A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária promove, até 30 de Setembro 2019 um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.