Início / Agricultura / Produção de cereja pode chegar às 19 mil toneladas. Crescimento de 10%

Produção de cereja pode chegar às 19 mil toneladas. Crescimento de 10%

A produção global de cereja deverá situar-se em redor das 19 mil toneladas (10% acima da campanha anterior), sem registo de dificuldades de comercialização.

Estas são as previsões do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgadas hoje, 19 de Julho, no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Julho de 2019.

Condições meteorológicas favoráveis

Segundo os técnicos do INE, as condições meteorológicas ao longo do ciclo foram favoráveis ao desenvolvimento da cereja, tendo permitido que a maturação decorresse com normalidade, quer nas variedades precoces, quer nas mais tardias.

A precipitação registada na última semana de Junho na Cova da Beira e em Beira Douro e Távora prejudicou alguma produção, podendo ter potenciado o surgimento de situações de rachamento do fruto.

Junho muito frio

Explica o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Julho de 2019 que o mês de Junho caracterizou-se, em termos meteorológicos, como muito frio.

O valor médio da temperatura média do ar, 18,2ºC, foi inferior à normal 1971-2000 em 1,2ºC, tendo sido o Junho mais frio dos últimos 22 anos.

Quanto à precipitação, o mês classificou-se como normal. O valor médio da quantidade de precipitação (23,8mm) correspondeu a cerca de 74% da normal, ainda que com registos muito inferiores no interior do Baixo Alentejo e Algarve.

No final de Junho, e de acordo com o índice meteorológico de seca PDSI, mantém-se a situação de seca meteorológica do final do mês anterior: cerca de 98% do território encontra-se em seca meteorológica (igual valor em Maio), sendo que nas classes mais intensas (extrema e severa) encontra-se 33,9% do território (30,4% em Maio).

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Porto de Viana do Castelo cresce 19% na movimentação de mercadorias

O movimento de mercadorias no Porto de Viana do Castelo registou um crescimento de 19% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.