Início / Agricultura / Previsões agrícolas do INE: sementeiras de Primavera decorrem com normalidade

Previsões agrícolas do INE: sementeiras de Primavera decorrem com normalidade

A preparação dos solos e sementeiras/plantações das culturas de Primavera está a decorrer sem constrangimentos assinaláveis, apenas pontualmente interrompidas nos períodos de precipitação mais intensa.

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas de Maio de 2019, do Instituto Nacional de Estatística (INE), no arroz, as sementeiras iniciaram-se na segunda quinzena de Abril e a área já instalada ainda é residual.

A previsível diminuição da área semeada de arrozais na bacia hidrográfica do Sado deverá ser compensada pelo expectável aumento no Baixo Sorraia, pelo que se estima a manutenção face à campanha anterior.

Plantação de tomate decorre a bom ritmo

Quanto à plantação do tomate para a indústria iniciou-se na segunda quinzena de Abril e está a decorrer de acordo com os calendários estabelecidos para cumprir a contratualização com as unidades transformadoras.

Acrescentam os técnicos do INE que, após a significativa redução registada na campanha anterior, e tendo em consideração os dados de contratação entre os primeiros transformadores aprovados (indústria transformadora de tomate) e as organizações de produtores/produtores não associados, prevê-se que nesta campanha a área plantada seja próxima dos 14,9 mil hectares (+3% que em 2018), sendo que, no final do mês, já estaria instalada mais de 40% desta área.

Quanto ao girassol, as previsões apontam para uma superfície semeada de 8 mil hectares, bastante inferior à média dos últimos cinco anos (15,3 mil hectares).

Área de batata deverá aumentar

Exceptuando algumas zonas do interior Norte, as plantações de batata estão concluídas. Registaram-se dificuldades na obtenção de batata de semente de algumas variedades, com a consequente necessidade de recorrer a batata de semente de Espanha ou a batatas de segundo ano.

Como reacção à tendência altista dos preços da batata nos últimos doze meses, o INE prevê um aumento global de 4% da área plantada, suportada pelo aumento da área de batata de regadio (+5%, face a 2018).

O desenvolvimento vegetativo das plantações beneficiou com a precipitação ocorrida ao longo do mês que, por outro lado, aumentou a necessidade de realizar tratamentos preventivos, essencialmente anti-fúngicos.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Produtividade da batata de regadio aumenta 10%. Tomate para a indústria com boas perspectivas

A apanha da batata de regadio está a decorrer e confirmam-se os aumentos de produtividade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.