Início / Economia / Preço médio do pescado descarregado em Abril de 2019 aumenta 2%

Preço médio do pescado descarregado em Abril de 2019 aumenta 2%

O preço médio do pescado descarregado em Abril de 2019 — variável não resultante das capturas nominais mas sim da valorização das quantidades descarregadas vendidas em lota — foi 3,14 Euros/kg, ou seja, um acréscimo de 2,0% (-17,8% em Março).

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Junho de 2019, do Instituto Nacional de Estatística (INE), o preço médio dos peixes marinhos (2,50 Euros/kg) apresentou igualmente um aumento de 4,1%, devido à subida do preço de espécies como o carapau e a cavala.

Crustáceos

O preço dos crustáceos (11,46 Euros/kg) aumentou 6,1%, situação para a qual contribuiu o maior preço registado em espécies como o caranguejo mouro, camarões e percebes.

Pelo contrário, o preço médio dos moluscos foi 4,68 Euros/kg e diminuiu 12,9%, devido sobretudo ao menor preço atingido por espécies como o polvo.

Capturas

O volume de peixes marinhos capturados a nível nacional foi 4 920 toneladas e teve um aumento de 1,8% (+70,4% em Março).

Para esta situação contribuiu o maior volume de captura de cavala (+21,0%), com 645 toneladas, peixe-espada (+41,7%), com 300 toneladas e pescadas (+34,1%), com 131 toneladas, tendo os atuns mantido o nível de captura do mês homólogo (-0,1%), com 486 toneladas capturadas.

Menos carapau e sardinha

Pelo contrário, registaram-se menores quantidades de carapau (-16,5%), com 1 507 toneladas e de sardinha (-11,2%), com apenas 2 toneladas capturada exclusivamente nas Regiões Autónomas, devido ao despacho n.º 9193-B/2018 de 28 de Setembro de 2018, que estabelece a interdição à captura, manutenção a bordo e descarga de sardinha, com qualquer arte de pesca para o Continente até ao dia 15 de maio de 2019.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Arroz: Corteva Agriscience recebe a aprovação da UE para herbicida Rinskor Active

A Corteva Agriscience, empresa líder no sector agrícola ao nível da tecnologia de sementes, protecção …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.