Início / Mar / Ambiente / Portugal e Espanha juntos no combate a derrames de petróleo com microrganismos

Portugal e Espanha juntos no combate a derrames de petróleo com microrganismos

O Spilless (First-line response to oil spills based on native microorganism cooperation) é um novo projecto europeu liderado pelo Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) da Universidade do Porto, em parceria com INESC TEC (U. Porto), Universidade de Vigo e as empresas ACSM, Biotrend e MARLO, que visa desenvolver serviços e produtos com valor comercial para responder a incidentes no mar provocados por derrames de petróleo.

O SpilLess pretende desenvolver uma solução integrada que permita responder a derrames de petróleo utilizando microrganismos nativos com capacidade para biodegradar petróleo (biorremediação) e sua incorporação em veículos autónomos não tripulados que permitam a sua aplicação nas zonas afectadas pelos incidentes de poluição.

“Esta abordagem eficiente, rápida, e de baixo custo, poderá ser usada como uma primeira linha de resposta a derrames de petróleo associados a acidentes com plataformas offshore de petróleo, navios, portos ou outros complexos industriais”, refere Ana Paula Mucha do CIIMAR, líder do projecto e investigadora do CIIMAR.

Consórcios microbianos

Será efectuada a produção em larga escala de consórcios microbianos nativos para biorremediação e de misturas de nutrientes para a sua bioestimulação (rápido crescimento), e a adaptação de veículos autónomos não tripulados (ex: drones e veículos superficiais e submarinos) para o seu transporte e libertação. Esta tecnologia constituirá um sistema de combate aéreo, superficial e submarino, que poderá operar sob condições meteorológicas desfavoráveis e severas, com baixa intervenção humana. Serão ainda efectuados testes de campo num cenário “quase real”, com vista ao desenvolvimento de um protocolo de ação in loco para aplicação no Oceano Atlântico, sendo possível a sua transposição para outras áreas.

Prevê-se que no final do projecto estejam disponíveis diferentes produtos, tais como uma biblioteca de consórcios microbianos nativos para biorremediação, misturas de aditivos para estimular a actividade desses microrganismos, dispositivos para incorporação destes agentes em veículos aéreos, de superfície e submarinos e um protocolo integrado para aplicação desta ferramenta. Estes produtos serão disponibilizados como uma solução do tipo “chave-na-mão” para o combate a incidentes de poluição marítima com petróleo.

O Spilless é financiado pela União Europeia através do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP) e terá a duração de 24 meses.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

SIMAB estuda implantação de Plataforma Agroalimentar em Cabo Verde

A SIMAB — Sociedade Instaladora de Mercados Abastecedores conclui até final de Julho o estudo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.