Início / Apoios e Oportunidades / Apoios Comunitários / Portos e transporte marítimo: Acelerador da Economia do Mar recebe 87 inscrições de 29 países

Portos e transporte marítimo: Acelerador da Economia do Mar recebe 87 inscrições de 29 países

Já encerraram as inscrições para o “Bluetech Accelerator Ports & Shipping 4.0”, um ambicioso e inovador programa de aceleração de startups ligadas à Economia do Mar. O programa recebeu um total de 87 inscrições, de 29 países diferentes.

Portugal e os Estados Unidos são os países mais representados, com 13 startups cada, seguidos pela Índia, com 10, e pela Alemanha e Reino Unido, com 5 e 4, respectivamente. “Estes números dizem muito do alcance internacional desta iniciativa, ao mesmo tempo que ajudam a projectar Portugal como país inovador na área da economia do mar em vários mercados”, realça fonte institucional do Ministério do Mar, liderado por Ana Paula Vitorino.

Objectivos do Bluetech

E acrescenta que “se olharmos para o quadro de objectivos do Bluetech, reparamos que o espaço destinado à ‘Gestão de Desempenho de Carga e Frotas’ atraiu 38% das candidaturas, seguido do desafio ‘Sustentabilidade Ambiental’, com 33%. ‘Otimização de Processos em Terra’ mereceu 31%, o mesmo que o outro tema, centrado na ‘Conectividade de Navegação do Futuro’”.

A fase de candidaturas arrancou a 4 de Março e estendeu-se até ao dia 19 de Abril. A fase de selecção, que envolve todos os parceiros, decorre agora, até ao dia 17 de Maio, havendo lugar a um evento com o pitch das 40 melhores candidaturas inserido no ‘European Maritime Day’, em Lisboa.

Bootcamp de 5 dias

Mais tarde, decorrerá um bootcamp de 5 dias, que terá início dia 24 de Junho, com as startups seleccionadas para entrar na fase de pilotagem a serem conhecidas dia 28 de Junho. O fim do programa ocorrerá em Outubro, que culmina com o ‘Demo Day’, onde as soluções encontradas e os resultados conhecidos serão apresentadas publicamente.

Esta iniciativa tem como promotor o Ministério do Mar, através da Direcção Geral de Política do Mar (DGPM), e a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), contando com a parceria do Porto de Leixões, Porto de Sines, Grupo ETE, Grupo Portline, Inmarsat e Tekever. Este programa é implementado pela Beta-i.

Selecção e financiamento

Estes parceiros participarão no processo de selecção e financiamento do conjunto de startups vencedoras, que se conhecerão no último trimestre de 2019. O programa terá a bordo cruciais players do sector marítimo-portuário, provando que a ‘aceleração azul’ da Economia do Mar é uma aposta capaz de mobilizar o interesse e a motivação das empresas que encabeçam o sector.

Temas como a Big Data, Internet das Coisas (IoT), Automatização e Robotização dos Portos, Sistemas Autónomos, Smart Shipping ou Vigilância Marítima são algumas tendências com potencial de disrupção no sector marítimo-portuário nacional, e são algumas das áreas onde este programa se vai focar.

O que é o Bluetech Accelerator

Este projecto tem como principal desígnio a criação de um ecossistema de inovação na Economia do Mar portuguesa. Pretende-se identificar, seleccionar e capacitar as startups com modelos de negócios sustentáveis e com potencial de integração de pilotos junto dos grandes players nacionais e internacionais da Economia Azul, numa iniciativa que está a ser liderada pela Direcção-Geral da Política do Mar (DGPM) e pela plataforma de inovação Beta-i.

A iniciativa faz parte do Programa Ocean Portugal, desenvolvido em conjunto pelo Ministério do Mar e pela FLAD, que visa desenvolver a inovação azul e empreendedorismo.

Vem ainda responder a uma das directrizes estratégicas do Governo, que visa aumentar o peso da Economia do Mar Sustentável no PIB nacional e que passa pela implementação de políticas e iniciativas que estimulem o aumento da intensidade tecnológica, da sustentabilidade e da sofisticação dos modelos de negócio da economia azul.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Ministério da Agricultura e Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto reunidos para debater desafios e projectos

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, e o secretário de Estado da Agricultura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.