Início / Featured / Porto de Leixões vai integrar programa de inovação Bluetech Accelerator

Porto de Leixões vai integrar programa de inovação Bluetech Accelerator

O Porto de Leixões vai integrar a primeira edição do programa de inovação do sector portuário, o Bluetech Accelerator. Em parceria com a empresa Beta i, a infra-estrutura portuária estará, durante nove meses, a ser palco da criação de um produto piloto na área da digitalização que visa modernizar e aumentar a eficiência deste porto.

O programa Bluetech Accelerator foi esta quarta-feira apresentado pela ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, numa cerimónia que distinguiu a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) com o galardão Bluetech Pioneers.

Avaliar as necessidades de inovação

Com início em Janeiro deste ano, o programa vai avaliar as necessidades de inovação do Porto de Leixões e apresentar estratégias e ferramentas que melhorem a performance da actividade portuária, com base em tendências como a IoT-Internet of Things; Big Data; Blockchain; Inteligência Artificial; Automação do Terminais; Automação dos Navios; Robótica; e Impressão 3 D.

“O uso do Bluetech Accelerator como ferramenta para acelerar a utilização das novas tecnologias em prol da competitividade portuária parece-nos uma aposta acertada, inovadora e com enorme potencial para gerar valor tanto para os portos nacionais, como também para a economia portuguesa”, salienta a APDL.

Pioneira na iniciativa

A APDL foi pioneira na iniciativa, que espera que possa consolidar o conceito de ‘Porto Inteligente’, traduzindo-se num modelo de negócio portuário mais eficiente, ágil, rápido, seguro e sustentável.

O Bluetech Accelerator está integrado na Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente levada a cabo pelo actual Governo que, entre outras iniciativas e investimentos, objectiva a concepção de Port Tech Clusters para a criação de valor na economia do mar.

Recorde-se que o Bluetech Accelerator resulta, ainda, do protocolo Portugal Ocean Program celebrado entre o Ministério do Mar e a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Estudo: alterações climáticas põem vinhos da Península Ibérica em perigo

A produção de vinho na Península Ibérica é uma das mais afectadas pelas alterações climáticas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.