Início / Agricultura / Plataforma Alentejo reúne na AR com BE, CDS e PCP para mostrar importância da ferrovia

Plataforma Alentejo reúne na AR com BE, CDS e PCP para mostrar importância da ferrovia

Uma delegação da Plataforma Alentejo reuniu, dia 28 de Setembro, na Assembleia da República, com representantes dos Grupos Parlamentares do Bloco de Esquerda, CDS-PP e PCP. O encontro corre depois de ter reunido, no dia 20 de Setembro, com os Grupos Parlamentares do PS e do PSD.

Pelo Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda participou o deputado Heitor de Sousa, coordenador do Grupo Parlamentar na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas; pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP participou o deputado Helder Amaral, vice-presidente do Grupo Parlamentar e presidente da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas; pelo Grupo Parlamentar do PCP participaram os deputados João Oliveira, pPresidente do Grupo Parlamentar, eleito pelo círculo eleitoral de Évora, e João Dias, vice-presidente e coordenador do Grupo Parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar, eleito pelo círculo eleitoral de Beja.

“Tal como nas anteriores reuniões a troca de opiniões centrou-se fundamentalmente sobre a necessidade da electrificação e modernização de toda a linha ferroviária do Alentejo, a sua importância para o desenvolvimento e coesão territorial de toda a Região e o seu papel estruturante e estratégico nas ligações nacionais e internacionais”, explica uma nota de imprensa da Plataforma Alentejo.

A petição pública “Plataforma Alentejo – Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional”, é sustentada no trabalho do Professor e Investigador da Universidade do Algarve, Manuel Tão, especialista em ferrovia, e na “reconhecida autoridade técnica e científica” de muitos dos primeiros subscritores da Plataforma.

A petição conta já com mais de 1.200 subscritores e pode ser assinada aqui.

“Ambiente muito positivo e construtivo”

Nas reuniões, que decorreram num “ambiente muito positivo e construtivo”, foram esclarecidas todas as dúvidas relativas às propostas avançadas pela Plataforma Alentejo e exposta a necessidade de inscrever as mesmas como propostas prioritárias e de interesse nacional no PNPOT e no PNI 2030.

O secretariado da Plataforma Alentejo manifesta a sua “satisfação com a atitude adoptada por todos” os deputados eleitos pelos círculos eleitorais do Alentejo no sentido de “subscreverem e apoiarem a Plataforma Alentejo e a sua Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional”.

O secretariado da Plataforma Alentejo espera que, “este mesmo espírito construtivo e de convergência, em prol do desenvolvimento e coesão territorial de todo o Alentejo, se manifestem igualmente nas Comunidades Inter-municipais, Municípios, Freguesias e outras instituições e organizações da Região”.

Importância estratégica da electrificação e modernização da linha ferroviária do Alentejo

Por outro lado, o secretariado da Plataforma “congratula-se” com a forma como decorreu a 2ª Sessão/Debate que teve lugar no passado dia 27 Setembro, no Auditório da APS, em Sines, sublinhando a importância e relevância das questões colocadas pelos oradores e participantes na iniciativa as quais “convergiram, no essencial, sobre a urgência e importância estratégica da electrificação e modernização de toda a linha ferroviária do Alentejo, como solução estruturante para responder aos grandes desafios que se colocam ao País no que concerne ao tráfego de mercadorias e passageiros, na resposta às crescentes necessidades do Porto de Sines, à potencialização do investimento público e de interesse nacional feito em Alqueva e para a viabilização do Aeroporto do Alentejo/Beja, assim como o tráfego de passageiros e mercadorias entre Lisboa e outras regiões da Europa com o Algarve e a Península de Setúbal”.

Novas iniciativas em Outubro

Na sequência das iniciativas que vem desenvolvendo, a Plataforma Alentejo já tem agendadas duas novas iniciativas, a realizar no mês de Outubro, as quais irão ter lugar pelas 15 horas, no dia 25 na Universidade de Évora e no dia 26 na Universidade de Lisboa.

Para além de reconhecidos especialistas nacionais participarão nestas iniciativas, a convite da Plataforma Alentejo, Bruno Faivre D’Arcier, Engº Economista, Professor Emérito da Universidade de Lyon 2 e Eloïse Libourel, Investigadora Associada do LVMT-Laboratoire Ville Mobilité Transport (Ecole Nationale des Ponts et Chaussées, France).

Entre os signatários da Plataforma Alentejo – Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional pode registar-se a presença de vários ex-ministros de diferentes governos, ex-governadores civis, ex-presidentes e vice-presidentes da CCDRA, da Directora Regional da Cultura, ex-administradores de importantes e estratégicas infra-estruturas como o Porto de Sines e a EDAB ou um ex-director-geral da Refinaria de Sines.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Conhece as oportunidades de financiamento para as bioindústrias?

O Gabinete de Promoção do Programa Quadro da Agência Nacional de Inovação (ANI) em parceria …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.