Início / Agricultura / Planeamento da empresa agrícola: como planear correctamente a sua?

Planeamento da empresa agrícola: como planear correctamente a sua?

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Princípios de gestão da empresa agrícola

Os princípios da gestão de uma empresa agrícola não são diferentes dos princípios da gestão de  outra empresa ou negócio numa outra área. Para ser bem sucedido, um agricultor tem de ser “eficiente”; ele tem que distribuir os seus fornecimentos limitados de recursos humanos,financeiros e físicos de um modo que melhor lhe permitam atingir um determinado conjunto de objectivos que foram previamente estabelecidos. Determinar esses objectivos e depois alcançá-los de forma eficaz  é um dos principais  problemas da gestão de uma empresa agrícola.

 processo de produção agrícola consiste numa sucessão de decisões sobre o modo de funcionamento das diferentes componentes da empresa agrícola ou exploração agrícola. O eficiente funcionamento da estrutura exige que se faça planeamento eficaz da empresa agrícola.

Dessa forma, entende-se por empresa agrícola uma unidade técnico-económica em que o empresário agrícola responsável pela sua gestão, utiliza recursos limitados de trabalho e capital e  toma as decisões necessárias à implementação de um determinado sistema de produção. Com estas decisões, o empresário tem como principal  propósito o  alcance de forma  duradoura  dos  objectivos principais que considera relevante –  nomeadamente produtividades elevadas das culturas, resultados económicos ou outros objectivos.

planeamento da empresa agrícola consiste nos principais objectivos que pretendemos alcançar com a nossa empresa agrícola e que sejam sequencialmente ordenados no tempo e os meios necessários sejam previstos e estejam disponíveis para serem utilizados quando a operação se realize.Dever-se-á recordar sempre que o Planeamento é apenas o primeiro estágio de uma política que vise atingir plenamente os objectivos, definidos. O planeamento fornece linhas de orientação para a acção. Se não for correctamente implementado, o plano tem pouco ou nenhum valor.

Para planear correctamente um empresa agrícola é necessário tomar decisões

Frequentemente entende-se que a  gestão agrícola tem três componentes: o planeamento, a implementação e o controlo de todos os factores de produção.  Os planos de acção são elaborados de forma a que se  atinjam os objectivos do agricultor. Dessa forma,  ele irá implementar estes planos e  exercer uma acção de monitorização  sobre os progressos para assegurar o cumprimento de metas.

É importante referir que as culturas que se produzem e o modo de produção são decisões humanas provenientes do gestor agrícola e que dependem também da utilidade dos produtos, custos de produção e risco envolvido nos processos.

No planeamento de curto prazo de uma empresa agrícola  é geralmente entendido que o objectivo primordial é a obtenção de um rendimento líquido anual tão elevado quanto possível. Embora outros objectivos sejam tidos em conta, estes estão normalmente relacionados com limitações pessoais que limitam a direcção de um plano de gestão da exploração agrícola. O agricultor é o recurso da empresa agrícola mais difícil de quantificar. Se o objectivo principal  é ter um plano agrícola relevante, as capacidades técnicas e de gestão do empresário agrícola têm de ser tidas em consideração, conjuntamente com as suas capacidades físicas, saúde,  atitudes para com situações de risco,  disponibilidade para contrair dívidas, os seus objectivos gerais e até a estrutura familiar.O agricultor pode ter preferências por certos tipos de actividades; por exemplo pode preferir caprinos a bovinos, ou hortícolas a milho.

Planeamento de uma empresa agrícola: necessidades e objectivos

  • Reduzir a incerteza associada
  • Projectar o futuro da sua exploração agrícola
  • Definir os objectivos que pretende atingir
  • Estabelecer uma organização
  • Permitir o controlo adequado
  • Disciplinar o “pensar” e o “agir”
  • Melhorar a comunicação e a motivação;
  • Coordenar os esforços, clarificando o comando a delegação e a participação
  • Melhoria da eficácia em geral.

A Agricultura é uma actividade económica com grandes incertezas, por exemplo:

Variabilidade ambiental

  • variabilidade climática(oscilações de temperatura por exemplo;
  • variabilidade espacial (topografia, características do solo)

Variabilidade biológica

  • diferentes espécies e cultivares;
  • Ocorrência de pragas e doenças nas culturas;

Variabilidade de mercado

  • Preços dos produtos;
  • Preços dos factores de produção;

Exigências do planeamento da empresa agrícola

  1. Diagnóstico: Qual a  situação/posição da empresa no momento presente? Porquê ?
  2. Prognóstico: Para onde caminha a minha empresa? Qual o futuro?
  3. Objectivos: Para onde deve caminhar a minha empresa? O que queremos ser e alcançar?
  4. Estratégia: Quais são os melhores caminhos e processos para atingir os objectivos desejados?
  5. Meios/Recursos: Quais os meios necessários, existentes ou mobilizáveis, ao desenvolvimentos das acções? Quem? O quê? Onde? Quando?
  6. Controlo: Que indicadores devem ser utilizados e a que níveis de controlo, para se verificar a progressão na direcção dos objectivos?

Níveis de planeamento de uma empresa agrícola

Estratégico: decisões ao nível do contexto da exploração

Consiste na determinação das principais estratégias e politicas de âmbito macro-ambiental e económico que influenciam a afectação do uso do solo e na tentativa de as exprimir em declarações gerais, que servirão de guia ao pensamento e às acções no processo da tomada de decisão. Na prática consiste na escolha e definição da orientação dominante da exploração.

Táctico: implementação material do planeamento estratégico

Refere-se à implementação material do planeamento estratégico e, regra geral, resulta num plano de acção que reflecte as condições agro-tecnológicas e sócio-económicos prevalecentes e relevantes. Na prática,trata-se de um plano do uso do solo referente a um ciclo de produção (sistema de produção envolvendo a definição das culturas e actividades agrícolas a realizar: rotação de culturas)

Operacional: geralmente ao nível do sistema de cultura

Enquadra a implementação do plano táctico e inclui a afectação sequencial e temporal das culturas/actividades e das respectivas operações às parcelas de solo da exploração agrícola (comporta duas peças fundamentais: plano de gestão das culturas e recursos da exploração: parque de máquinas).

A Cientista Agrícola

loading...

Verifique também

Porto de Ponta Delgada com mais 40% de capacidade para movimento de contentores

O presidente do Governo Regional dos Açores garantiu hoje, 14 de Novembro, que o investimento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.