Início / Agricultura / PAN quer imposto europeu para agropecuária intensiva e acabar com apoios do BEI ao regadio

PAN quer imposto europeu para agropecuária intensiva e acabar com apoios do BEI ao regadio

PAN quer um imposto europeu para gases com efeito de estufa na agropecuária intensiva, acabar com o financiamento do BEI a projectos de sistemas de regadios e grandes barragens e acabar com o transporte de longa distância de animais vivos.

Estas são algumas das propostas do PAN – Pessoas-Animais-Natureza presentes no seu programa eleitoral às Eleições Europeias de 26 de Maio.

224 medidas

O programa conta com 224 medidas em áreas como a da ciência e tecnologias, igualdade e direitos LGBTI, juventude, economia, comércio e finanças, clima, energia e mobilidade, ambiente, mar e biodiversidade, bem-estar e protecção animal.

O PAN tem como objectivo eleger Francisco Guerreiro e garantir que “a protecção e preservação do ambiente sejam uma prioridade e que haja, finalmente, um eurodeputado português ambientalista em Bruxelas”.

Fim aos apoios ao regadio

Segundo se pode ler no programa eleitoral, o PAN pretende, em Bruxelas, apresentar uma estratégia europeia para o combate à desertificação e à degradação dos solos, assim como “criar um imposto europeu para gases com efeito de estufa, que inclui: a indústria aeronáutica e náutica, direccionado à agropecuária intensiva, assim como apostar em políticas para a descarbonização do sector agrícola, com especial foco na indústria da agropecuária intensiva e na agricultura super-intensiva”.

Poroutro lado, Francisco Guerreiro, a ser eleito, vai defender no Parlamento Europeu o fim da”política de financiamento do Banco Europeu de Investimentos a projectos ambientalmente catastróficos como sistemas de regadios, grandes barragens, unidades de prospecção e extracção petrolíferas, entre outros.

Bem-estar animal

No que diz respeito a medidas de protecção e bem-estar animal o PAN quer terminar com o transporte de longa distância de animais vivos, em particular para fora da Europa e criar e implementar uma “nova Estratégia Europeia sobre o bem-estar dos animais”.

O PAN defende ainda um reforço das dotações para a “aplicação da Rede Natura 2000, que actualmente é menor que 1% do Orçamento Comunitário, e a criação de um fundo para a sua expansão”.

Por outro lado, a lista encabeçada por Francisco Guerreio defende a criação de “um sistema europeu de base de dados e/ou uniformizador de bases de dados de chips identificativos de animais de companhia nos Estados-membros.

Pode ler todas as propostas do PAN aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 15 a 21 Julho 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Aves As cotações médias nacionais do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.