Início / Agricultura / Pagamentos directos aos agricultores podem ser pedidos até 15 de Junho

Pagamentos directos aos agricultores podem ser pedidos até 15 de Junho

Comissão decide: entrega da documentação para o pedido dos pagamentos directos pode ser feita até 15 de Junho. A decisão cabe aos Estados-membros.

A Comissão Europeia, tendo em conta os pedidos dos Estados-membros, adoptou hoje, 14 de Maio, a decisão de prorrogar por um mês o período de entrega de documentos para os agricultores que têm direito a apoio ao rendimento e a determinadas ajudas ao desenvolvimento rural da Política Agrícola Comum (PAC).

Os Estados-membros poderão escolher numa base voluntária a prorrogação do prazo de 15 de Maio para 15 de Junho 2019.

Controlo orçamental

O Comissário da Agricultura, Phil Hogan. disse que “esta possível extensão deve ser capaz de permitir que todos os agricultores da UE apresentem os seus dossiers a tempo e receber a ajuda que podem receber no âmbito da PAC”.

No entanto, Phil Hogan lembra que os Estados-membros que decidem prorrogar o prazo “devem garantir a conformidade adequada com todas as regras de controlo orçamental”.

A entrega da documentação que dá acesso aos apoios, pagamentos directos, têm de ser entregue todos os anos.

FEAGA

A maior fatia do actual orçamento da UE para o sector agrícola (72 %) é dedicada aos pagamentos directos aos agricultores europeus. Esses recursos financeiros vêm do Fundo Europeu Agrícola de Garantia (FEAGA).

Os pagamentos directos ascendem, em média, a 267 euros por hectare elegível.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Produtores de sementes para produção de rebentos têm de estar registados na DGAV. Já conhece as novas regras?

Os estabelecimentos que produzem rebentos têm de ser aprovados pela  DGAV – Direcção Geral de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.