Início / Agenda / Ovibeja reforça espaços de demonstração de culturas como cereais, favas e ervilhas

Ovibeja reforça espaços de demonstração de culturas como cereais, favas e ervilhas

A 35ª Ovibeja está a chegar. Vai decorrer em Beja entre os dias 27 de Abril e 1 de Maio de 2018. Rui Garrido, presidente da ACOS – Associação de Agricultores do Sul, a organizadora da feira, diz que o espaço de campos de demonstração de produtos vai ser reforçado, nomeadamente de várias culturas da região, tais como cereais, favas, ervilhas, colza, etc..

“Continuámos a investir no Campo da Feira, que vai ter mais acessos, não só para a maquinaria que ali está em exposição, mas também para as pessoas que nos visitam. Estabelecemos uma parceria com sete empresas que ali instalaram campos de demonstração dos seus produtos, nomeadamente de várias culturas aqui da região, tais como cereais, favas, ervilhas, colza, etc., com o objectivo de dinamizar aquela zona, virada para um público mais profissional, no seguimento do que já vínhamos a fazer em anos anteriores”, diz Rui Garrido em entrevista ao departamento de comunicação da Ovibeja.

Aquele responsável adianta que a temática da 35ª Ovibeja “vai continuar a ser virada para a internacionalização dos nossos produtos de origem vegetal, não só culturas anuais, mas também fruticultura, olivicultura”.

Alentejo não é só o Alqueva

Mas, não se pense que tudo o que se produz no Alentejo está directamente ligado ao Alqueva.

O presidente da ACOS explica que “nunca nos podemos esquecer que o Alentejo não é só o Alqueva, nem os outros pequenos regadios privados que por aí há. O nosso Alentejo é mais. O que sobra dos regadios, são dois milhões e oitocentos mil hectares que não têm água e que representa o interior desertificado, a floresta, a pecuária extensiva etc; nunca poderemos esquecer esta realidade”.

Concurso Internacional de Azeites

Saliente-se que a Ovibeja mantém este ano o Concurso Internacional de Azeites, que está classificado como “um dos melhores, senão o melhor, concurso a nível mundial, sendo que o Júri, constituído por cerca de quatro dezenas de especialistas”.

“Aproveitamos também a reunião do júri para realizarmos a Rota do Azeite do Alentejo. A ideia é convidar jornalistas nacionais e estrangeiros para conhecerem e avaliarem os bastidores do concurso de azeite e a importância do sector do olival e do azeite no Alentejo”, acrescenta Rui Garrido.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Ordenamento do Espaço Marítimo em consulta pública de 30 de Abril a 30 de Junho

A DGRM – Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, divulgou o Aviso que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *