Início / Apoios e Oportunidades / Apoios Comunitários / Ministério do Mar paga primeiros apoios à paragem da pesca da sardinha

Ministério do Mar paga primeiros apoios à paragem da pesca da sardinha

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ministério do Mar, liderado por Ana Paula Vitorino, pagou, através do IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, os primeiros apoios aos pescadores pela paragem obrigatória da pesca da sardinha. Este primeiro pagamento ascendeu a 267 mil euros, uma média de 3.104,7 euros por pescador.

A interdição da pesca à sardinha vai prolongar-se até final de Abril e visa contribuir para uma mais rápida recuperação do stock ibérico desta espécie, tão importante e tradicional.

Como previsto foram ontem, 31 de Janeiro, liquidados os primeiros apoios para os armadores e pescadores pela paragem temporária da pesca de sardinha durante o mês de Dezembro, refere uma nota de imprensa do Ministério do Mar.

23 embarcações beneficiadas

Nesta primeira fase foram pagas através do IFAP os primeiros apoios previstos aos operadores que concluíram as suas candidaturas ainda durante o mês de Dezembro, sendo beneficiários os armadores de 23 embarcações da pesca do cerco e um total de 86 pescadores, com um valor global de 267 mil euros, uma média de 3.104,7 euros por pescador. Diversos pescadores optaram por receber, em alternativa, o subsídio de desemprego.

As restantes candidaturas, envolvendo até agora um conjunto de mais 77 embarcações e 776 pescadores, deverão ter um valor global de novos apoios no montante de 1.860 mil euros, com financiamento pelo Programa Mar 2020, “estando a ser reunidas todas as condições para que os primeiros pagamentos possam vir a ser liquidados no final de Fevereiro, desde que os beneficiários submetam, atempadamente, os respectivos pedidos de pagamento”, adianta a mesma nota.

Deste modo os serviços sob tutela da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, em colaboração com as associações e organizações de produtores, “asseguram o cumprimento dos prazos previstos na Portaria de regulamentação, não havendo lugar a atrasos no pagamento desta medida aos seus beneficiários”, salienta a nota do Gabinete de Ana Paula Vitorino.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comissário dos Oceanos escreve a 22 ministros a pedir solução para a morte acidental de golfinhos

Partilhar            O Comissário Europeu, Virginijus Sinkevičius, responsável pelo Ambiente, Oceanos e Pescas, escreveu a 22 ministros …

2 comentários

  1. Mário António Ramos Félix Félix

    qual a previsão de pagamento este ano?e quanto recebe o arrais de pesca local?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.