Início / Agenda / LPN faz curso básico de identificação de cogumelos silvestres

LPN faz curso básico de identificação de cogumelos silvestres

A LPN – Liga para a Protecção da Natureza está a organizar o Curso Básico de Identificação de Cogumelos Silvestres, a realizar-se de 9 a 11 de Novembro, nas suas instalações em Lisboa. O curso tem uma duração de 15 horas, sendo a formação certificada.

Esta acção tem como objectivos fornecer bases de conhecimento para a identificação de cogumelos silvestres, explorando as espécies de cogumelos com menor grau de dificuldade na identificação, assim como proceder à colheita, manuseamento e acondicionamento de cogumelos silvestres de acordo com as boas práticas.

Entre os conteúdos programáticos encontra-se temas como a introdução ao reino dos fungos, a introdução à identificação de cogumelos silvestres e suas características morfológicas e secundárias, principais espécies comestíveis vs tóxicas e identificação de espécies com utilização de manuais e chaves dicotómicas.

Saída de campo

O curso conta com uma saída de campo, registo de observações in loco e recolha de exemplares para observação.

As aulas decorrem 5ª e 6ª das 18 às 21h30 e sábado das 9 às 18 horas (pós-laboral).

Esta acção tem como formadoras Helena Machado, Licenciada em Agronomia e Doutorada em Biologia Vegetal e Florestal, além de investigadora auxiliar do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, e Marta Ferreira, Bacharel em Engenharia Agrária com um percurso profissional ligado à produção e identificação de cogumelos silvestres.

Inscrições informações aqui, até dia 5 de Novembro de 2017.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Porto de Setúbal já exporta novo modelo da Volkswagen

O novo modelo da Volkswagen, o T-ROC, teve o seu primeiro embarque, a 16 de …

2 comentários

  1. Domingos Leal Ribeiro

    Ainda hoje vi um grande cogumelo na minha saída ao campo mas como saber se e comestível ou não muito gostaria de estar nesta formação como técnico agrário mas o custo geograficamente está fora pelo menos do meu alcance, até porque se houvesse isenção de propina poder-se ia ajeitar pagar o meu custo de passagem. tendo em conta estarei de ferias nesse momento. espero uma reação vossa.Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *