Início / Agricultura / Lavradores de Feitoria dá as boas-vindas a 2018 com aposta nos Açores

Lavradores de Feitoria dá as boas-vindas a 2018 com aposta nos Açores

Do Douro para mergulhar no Oceano Atlântico, a Lavradores de Feitoria está apostada em investir nos Açores. Assim, dá as boas-vindas a 2018 e enceta parceria com a ReprAçores, agente local da Vinicom, empresa a quem o produtor duriense confia a distribuição dos seus vinhos das marcas ‘Lavradores de Feitoria’, ‘Três Bagos’, ‘Meruge’ e ‘Quinta da Costa das Aguaneiras’.

Aqueles vinhos vão agora chegar ao palato dos açorianos e, também, a quem escolhe este arquipélago português para “uma estada relaxada. Portanto, nada melhor do que fazê-lo em boa companhia, a de um bom vinho, sobretudo de quem é apreciador do ramalhete vínico deste projecto único”, refere uma nota do produtor vinícola.

Oportunidade de negócio

A forte adesão ao turismo nos Açores é visto pela Lavradores de Feitoria como uma oportunidade de negócio, ainda mais quando este produtor tem “nas mãos” um portefólio que permite chegar a públicos e a momentos de consumo diferenciados.

O branco, o rosé e o tinto da marca ‘Lavradores de Feitoria’ são vinhos jovens e frescos, ideais para aperitivo ou para acompanhar uma refeição mais leve. A marca ‘Três Bagos’, pela polivalência das suas referências – ‘branco’, ‘Sauvignon Blanc’, ‘Reserva tinto’, ‘Grande Escolha tinto’, ‘Grande Escolha Estágio Prolongado tinto’ e ‘Colheita Tardia’ –, é considerada a “todo-o-terreno” do portefólio.

Os ‘Meruge’, branco e tinto, estarão à altura de um ‘Cozido da Lagoa das Furnas’, ao passo que a ‘Quinta da Costa das Aguaneiras’ combinará na perfeição com ‘Alcatra’, prato típico da ilha Terceira.

Lavradores de Feitoria

Criado em Setembro de 2000, é um projecto único que resultou da união de quinze lavradores, proprietários de dezoito quintas distribuídas pelos melhores terroirs do Douro, repartidas pelas três sub-regiões: Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior.

Pela primeira vez na região, um grupo de convictos durienses associou saberes e experiências, inovação e tradição, num esforço conjunto e solidário que marcou uma nova época para o Douro. Partilha e associativismo, concertados de uma forma moderna, razoável e inteligente, são os valores subjacentes à Lavradores de Feitoria.

Actualmente são 48 os accionistas, dos quais 15 são lavradores proprietários de 18 quintas. Acresce a Quinta do Medronheiro, comprada em 2011 com capital da empresa. No total, têm ao seu dispor, uvas provenientes de mais de 600 hectares de vinha.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

IFAP lança questionário de satisfação do seu contact center

O IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas lançou um questionário online sobre a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *