Início / Agricultura / Lacticínios dos Açores assinam declaração de compromisso com Governo Regional

Lacticínios dos Açores assinam declaração de compromisso com Governo Regional

O Governo dos Açores, a Federação Agrícola dos Açores, a ANIL e a Lactaçores subscreveram ontem, 12 de Fevereiro, na Praia da Vitória, uma Declaração de Compromissos, acordada no II Fórum do Leite, que prevê, entre outros objectivos, “desenvolver uma estratégia conjunta no sentido de procurar novos mercados”.

O secretário Regional da Agricultura e Ambiente, Luís Neto Viveiros, anunciou, na conferência de imprensa final, que os compromissos assumidos prevêem ainda “envidar esforços conjuntos para desenvolver as sinergias necessárias ao desenvolvimento de novos produtos, analisando as oportunidades ao nível do investimento em investigação, inovação e desenvolvimento”.

“Incrementar a partilha de informação e o desenvolvimento de parcerias, alargando-as ao nível técnico de cada uma das entidades participantes, de forma a tornar a colaboração mais ampla e intensa,” é o terceiro compromisso estratégico estabelecido por todos os parceiros da fileira do leite, a quem Luís Neto Viveiros prestou reconhecimento público “pela adesão e empenhamento”.

Na apresentação das conclusões do fórum, o titular da pasta da Agricultura frisou que estes encontros pretendem “promover, de forma alargada, a reflexão, estratégias comuns e conhecimento, para que todos possamos tomar decisões sustentadas e sustentáveis em prol da economia dos Açores”.

Analisar o que se produz

Nesse sentido, salientou que o Governo dos Açores solicitou à equipa do Professor Francisco Avillez, ‘special adviser’ do Comissário Europeu para a Agricultura, o desenvolvimento de um trabalho que permita, em complemento à informação oficial, “analisar o que se produz, quanto, a sua evolução recente, com que custos e qual a rentabilidade” das explorações agrícolas açorianas.

Potenciar e publicitar a qualidade da matéria-prima, prosseguir a aposta em melhorias que permitam ganhos de competitividade das explorações leiteiras, reforçar a inovação, diversificação e valorização dos produtos e internacionalizar foram outros desafios analisados e considerados estratégicos.

Sobre o desafio da internacionalização, o presidente da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, Arnaldo Machado, apresentou o subsistema de incentivos que também contempla as indústrias de lacticínios na sua capacitação exportadora e que a AICEP Portugal, que também participou neste fórum, considerou “extremamente favoráveis”.

Portal do Leite e Lacticínios dos Açores

No encontro foi ainda apresentado o Portal do Leite e Lacticínios dos Açores, uma plataforma produzida pelo Gabinete de Planeamento da Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente que agrega e disponibiliza toda a informação de interesse para produtores, indústria e comercialização.

O II Fórum do Leite, subordinado ao tema central ‘Comunicação e Internacionalização: Oportunidades e Desafios da Fileira do Leite e Lacticínios da Região Autónoma dos Açores’, reuniu, além dos oradores convidados, o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, o representante da Associação Nacional de Indústrias e Lacticínios, Jorge Costa Leite, e o representante da Lactaçores, António Aguiar.

O Governo dos Açores convidou ainda representantes das indústrias e associações, deputados ao Parlamento Europeu e a Universidade dos Açores para participarem neste encontro.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

CIP organiza Congresso “Portugal: Crescimento ou Estagnação? A resposta está nas empresas!“

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal realiza, no próximo dia 22 de Outubro, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.