Início / Agenda / II Jornadas Técnicas da Raça Arouquesa chegam a Cinfães a 12 de Abril

II Jornadas Técnicas da Raça Arouquesa chegam a Cinfães a 12 de Abril

As II Jornadas Técnicas da Raça Arouquesa realizam-se no próximo dia 12 de Abril, no Auditório Municipal Maestro A. J. Pereira Pinto, em Cinfães.

Um evento organizado pela P.T. Serviços Veterinários, com a produção da Noart — Produção e Eventos, e que tem como parceiros a Câmara Municipal de Cinfães, a Dolmen, a Confraria Gastronómica da Raça Arouquesa, a ANCRA — Associação Nacional dos Criadores da Raça Arouquesa e a Boehringer Ingelheim.

Produção, saúde, comercialização, gastronomia

Estas jornadas voltarão abordar todas as temáticas abrangidas pela raça arouquesa que incluem áreas como a produção, saúde, nutrição, comercialização, gastronomia e enquadramento socioeconómico, procurando alcançar uma abordagem global de todo o ciclo produtivo.

Ao longo de um dia estarão presentes vários oradores de reconhecido mérito e trabalho desenvolvido nas diferentes áreas referidas.

Pretender-se-á novamente debater, discutir e reunir todo o ciclo produtivo da raça arouquesa. Apresentar inovações, soluções e melhorias em todo o ciclo. Promover um dia de disseminação de conhecimento com palestras úteis e actividades instrutivas associadas ao tema.

Potencializar a raça e a sua carne

O objectivo, explica a organização, é potencializar a raça e a sua carne reforçando a inclusão da mesma na sociedade e meio rural.

O programa inclui ainda um almoço livre, onde se poderá degustar o menu “O Arouquês à Mesa” nos restaurantes do centro histórico de Cinfães e a actuação de um grupo musical.

Inscrições aqui.

A Raça Arouquesa

Segundo a Associação Nacional dos Criadores da Raça Arouquesa, perde-se no tempo o aparecimento desta raça, apontando alguns autores a sua possível origem Celta, pelo cruzamento dos troncos bos tauros aquitânicos, bos taurus ibericus e bos taurus atlanticus, tendo estas origens em possíveis cruzamentos e desenvolvimento do primitivo bos primigenius.

Os autores veterinários que se têm ocupado do estudo da raça, são unânimes em afirmar a origem mestiça deste grupo bovino. Assim, para a sua formação teriam concorrido as raças barrosã, mirandesa e minhota ou galega, cujas áreas de dispersão mantinham longas fronteiras de contacto.

Saiba tudo sobre esta raça aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Abertas inscrições para Formação Técnica de Cereais

A Anpoc — Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais, o INIAV – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.