Início / Agricultura / IFAP paga 41,2 milhões de euros em apoios em 31 de Julho de 2019

IFAP paga 41,2 milhões de euros em apoios em 31 de Julho de 2019

O IFAP — Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas informa que hoje, 31 de Julho de 2019, procedeu a pagamentos num montante total de cerca de 41,2 milhões de euros, valores ainda provisórios.

Do total de pagamentos, o Instituto destaca os seguintes apoios:

FEAGA

  • Regime Escolar – 0,9 milhões de euros
  • POSEI
    – Abastecimento – 1,2 milhões de euros

FEADER

  • PDR 2020
    – Investimento – 28,3 milhões de euros
  • PRORURAL+
  • – Investimento – 1,9 milhões de euros
  • PRODERAM 2020
  • – Investimento – 1,5 milhões de euros

FEAMP

  • MAR 2020
  • – Continente – 0,9 milhões de euros
  • – Açores – 1,5 milhões de euros
  • – Madeira – 1,1 milhões de euros

O IFAP realça que para mais informações pode consultar os Calendários de Pagamentos, aqui.

IFAP

O IFAP é um instituto público de regime especial, nos termos da lei, integrado na administração indirecta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio.

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, exerce a superintendência e tutela do Instituto conjuntamente com a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Ao IFAP compete garantir o funcionamento dos sistemas de apoio e de ajudas directas nacionais e comunitárias e a aplicação, a nível nacional, das regras comuns para os regimes de apoio directo no âmbito da política agrícola comum.

Ao instituto cabe apoiar o desenvolvimento da agricultura e das pescas, bem como do sector agro-alimentar, através de sistemas de financiamento directo e indirecto.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Capoulas Santos atribui à IACA a Medalha de Honra da Agricultura

O actual Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, , na sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.