Início / Agricultura / Governo lança campanha para sensibilizar jovens para o valor da floresta

Governo lança campanha para sensibilizar jovens para o valor da floresta

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, e o secretário de Estado da Educação, João Costa, presidiram ao lançamento da campanha “Econtigo, Ecomtodos”, na escola secundária de Loulé.

A iniciativa vai abranger 100 escolas com projectos ecológicos e visa sensibilizar os jovens para o valor da floresta e atraí-los para profissões ligadas ao sector.

Promovida pela Direcção-Geral da Educação e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a campanha “Econtigo, Ecomtodos”, decorrerá durante uma semana e servirá também para assinalar o Dia Internacional das Florestas, a 21 de Março.

Campanha destina-se às “eco-escolas”

Ao todo estão envolvidos três mil alunos pertencentes a 100 “eco-escolas”, assim denominadas por integrarem um programa internacional vocacionado para a educação ambiental, sustentabilidade e cidadania e que, em Portugal, é implementado pela Associação Bandeira Azul da Europa.

Destas 100 “eco-escolas” 94 são estabelecimentos de ensino secundário e as restantes seis são escolas básicas com Projectos na área de ambiente e florestas.

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, referiu que esta campanha tem como objectivo sensibilizar para uma “tomada de consciência do valor da floresta”, não só económico mas também ambiental e social.

Alterações climáticas

Pretende também alertar para os riscos associados a alterações climáticas, o abandono, a desertificação e os incêndios florestais.

O secretário de Estado justificou o foco nos alunos do ensino secundário com facto de os mesmos se encontrarem numa fase do seu percurso escolar, em que têm de fazer opções em relação ao seu futuro profissional e, eventualmente, seguirem profissões qualificadas ligadas à floresta.

Com a ajuda de “embaixadores” captados dentro das escolas envolvidas no projecto (professores ou funcionários) os alunos vão participar nas iniciativas associadas ao portal florestacomfuturo.pt, através de jogos ligados ao tema das florestas as escolas.

Acções previstas

A campanha está dividida em quatro áreas temáticas, cada uma delas associada a um animal e uma característica: a área de produção de bens e serviços ficou associada ao mocho, por sua vez associado à sabedoria; os serviços de ecossistemas e protecção, que têm a ver com a protecção dos recursos naturais, associados à cabra ibérica e à sua determinação; a conservação da natureza, que fica ligada ao lince e à característica da garra; e, por fim, a área de recreio e paisagem que está relacionada com a águia e a sua confiança.

“Há aqui uma ideia-chave que é estarmos todos unidos em torno desta campanha”, referiu Miguel Freitas, acrescentando que o que se pretende “é criar um movimento”, numa primeira fase.

A segunda fase passará pela realização de “um grande acampamento de jovens”, em Maio, que tenham demonstrado “uma vocação distinta para a floresta” e onde haverá uma ligação às universidades.

Aprende a Amar a Floresta!

A campanha “Econtigo, Ecomtodos” insere-se na campanha internacional “Aprende a Amar a Floresta!”. A apresentação, em Loulé, contou com a presença da aluna Matilde Alvim, uma das promotoras em Portugal do movimento internacional da greve climática.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Agricultores esclarecem ambientalistas: “intensificação da cultura do olival não descura processos ecológicos”

A intensificação da agricultura, em particular do olival, tem sido alvo de notícias atrás de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.