Início / Agricultura / Governo dos Açores perspectiva um bom ano de produção de uva

Governo dos Açores perspectiva um bom ano de produção de uva

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O secretário Regional da Agricultura e Florestas destacou hoje, 14 de Agosto, no Pico, o trabalho notável que os viticultores têm feito ao nível da melhoria da qualidade do vinho e dos processos de produção, perspectivando um bom ano de produção de uva.

“Está previsto este ano um crescimento considerável na produção de uva. O ano foi bastante favorável, de acordo com o relato de vários viticultores, e, naturalmente, caso as condições climatéricas se mantenham e se não houver alterações muito significativas, é de esperar um bom ano de produção de uva”, afirmou João Ponte.

470 projectos aprovados no VITIS

O secretário Regional, que falava no final de uma visita a parcelas de vinha de um produtor privado, revelou que, desde 2014, foram aprovados 470 projectos no âmbito do programa VITIS, equivalentes a 760 hectares de vinha, num investimento de 20,3 milhões de euros, sendo a ilha do Pico a mais expressiva no todo regional, totalizando 94% das candidaturas.

“Os vinhos produzidos nos Açores são um produto de excelência, que tem ganho cada vez maior notoriedade no mercado e qualidade, fruto da inovação, da formação, de uma produção responsável, da aposta de novas gerações de viticultores e das políticas públicas definidas para este sector”, disse João Ponte, frisando que a vinha é geradora de riqueza e de postos de trabalho e tem contribuído para recuperar territórios em abandono.

Pagamento suplementar da ajuda à manutenção da vinha

O secretário Regional da Agricultura e Florestas salientou, por outro lado, que foi hoje publicada em Jornal Oficial a autorização para o pagamento suplementar da ajuda à manutenção da vinha, num valor superior a 250 mil euros, que abrange mais de 300 viticultores.

João Ponte afirmou que, caso não tivesse sido dado este apoio complementar regional, haveria um rateio muito considerável nesta ajuda do POSEI e um conjunto de cerca de 60 produtores, com produção de vinha certificada como IG (Indicação Geográfica), não chegariam a receber qualquer valor, em virtude de ter sido excedido o limite orçamental disponível para 2017.

“Este é um apoio que o Governo Regional considera muito importante, porque vem acompanhar o grande esforço que tem sido feito pelos viticultores, no âmbito de um grande processo de transformação e reestruturação da vinha, que está em curso no Pico e nos Açores”, frisou João Ponte, acrescentando que este apoio regional aos viticultores é não só um reconhecimento pelo trabalho que está a ser feito, mas também uma aposta clara no sector da vinha e do vinho.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comissário dos Oceanos escreve a 22 ministros a pedir solução para a morte acidental de golfinhos

Partilhar            O Comissário Europeu, Virginijus Sinkevičius, responsável pelo Ambiente, Oceanos e Pescas, escreveu a 22 ministros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.