Início / Agricultura / Gado abatido em Agosto cai 6,7%. Aves e coelhos regista descida de 2,4%

Gado abatido em Agosto cai 6,7%. Aves e coelhos regista descida de 2,4%

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em Agosto de 2019 foi 38.644 toneladas, o que correspondeu a um decréscimo de 6,7% (+0,8% em Julho), devido ao menor volume de abate registado nos bovinos (-8,6%), suínos (-6,5%) e caprinos (-12,5%).

Pelo contrário, os ovinos e equídeos apresentaram acréscimos de 10,7% e 90,9%, respectivamente, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2019.

Em relação ao número de animais abatidos, verificou-se igualmente um decréscimo no número de bovinos (-10,9%), suínos (-8,3%) e caprinos (-13,5%). Em contrapartida, houve um aumento no número de ovinos (+10,5%), e equídeos (+69,1%).

Aves e coelhos abatidos: menor volume de abate de galináceos, perus e codornizes

Já o peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi 30.763 toneladas em Agosto de 2019, o que representou um decréscimo de 2,4% (+6,0% em Julho), devido ao menor volume de galináceos (-2,8%), perus (-4,0%) e codornizes (-31,4%).

Pelo contrário, os patos apresentaram um acréscimo de 16,1% e os coelhos aumentaram 2,3%.

No que diz respeito ao número de cabeças abatidas, observaram-se decréscimos para os galináceos (-3,4%), perus (-3,0%) e codornizes (-11,6%), enquanto os patos registaram um acréscimo de 8,0%. Os coelhos apresentaram um aumento de 1,0%, acrescentamos técnicos do Instituto Nacional de Estatística.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Nuno Russo defende que “é necessário criar estratégias que incluam a saúde humana, animal e o meio ambiente”

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou hoje, 19 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.