Início / Featured / Gabinete da secretária de Estado da Valorização do Interior vai ser em Bragança

Gabinete da secretária de Estado da Valorização do Interior vai ser em Bragança

“Há valor no Interior”, disse a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, ao anunciar que o Gabinete da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, vai ter sede, a partir de 18 de Novembro, no parque tecnológico Bragantia EcoPark.

Em Bragança, com a secretária de Estado da Valorização do Interior, vão trabalhar três técnicos, também eles transmontanos, enquanto a restante equipa fica em Lisboa. “Este é um sinal de que o Governo quer associar o conhecimento, as instituições de ensino superior, as autarquias e as associações empresariais para o desenvolvimento do Interior”, disse Ana Abrunhosa.

Coesão Territorial

“Coesão Territorial é fazer rede e é garantir que há um desenvolvimento equilibrado dos territórios”, afirmou Ana Abrunhosa. “É por isso que a Secretaria de Estado vai ficar sediada em Bragança. Porque é muito mais fácil aos actores que temos aqui no território ir bater à porta da Senhora Secretária de Estado e da sua equipa, e porque para nós é mais fácil acompanhar o que se passa no território, sempre de braço dado com os actores locais”.

A ministra, acompanhada da secretária de Estado, visitou o Instituto Politécnico de Bragança, que tem nove mil estudantes, três mil dos quais estudantes internacionais.

Politécnico e Bragança como inspiração para o Interior

O Instituto Politécnico de Bragança, o Centro de Investigação em Digitalização e Robótica e o Centro de Investigação de Montanha “são uma inspiração” pelo trabalho que fazem em “profunda articulação com os territórios do Interior”, disse a ministra.

Este é “um Politécnico de referência, porque a investigação que faz, fá-la com empresas, num processo de co-criação” e com um “impacto extraordinário na economia local”.

“Bragança é também um exemplo”, disse Ana Abrunhosa, pelo trabalho em rede e pela forma como se enfrentam os desafios com grande resiliência. “Temos de nos inspirar nestas pessoas” para conseguirmos transmitir “os aspectos positivos” e as oportunidades de que os territórios do Interior estão cheios.

A ministra Ana Abrunhosa e a secretária de Estado Isabel Ferreira visitaram ainda o parque tecnológico Brigantia EcoPark, onde estão sediadas 32 empresas e que representam mais de 250 postos de trabalho.

Aquavalor como projecto-âncora de desenvolvimento

Ana Abrunhosa e Isabel Ferreira visitaram também a associação Aquavalor, Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água, em Chaves.

A Aquavalor inclui actores relevantes como a Câmara Municipal, a Comunidade Inter-municipal, o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Vigo, a Associação das Termas de Portugal e várias empresas. “Projectos como este são verdadeiras âncoras de desenvolvimento”, disse Ana Abrunhosa.

No Programa de Valorização do Interior, “queremos ter projectos que façam sentido no território”, disse a ministra. “Queremos apoiar iniciativas como a da Aquavalor” e acompanhar as suas candidaturas a fundos europeus, porque estas “fazem a diferença no território”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Governo dos Açores promove formação a colaboradores do projecto Life Vidalia

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, através da Direcção Regional do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.