Início / Agricultura / Fundo Florestal Permanente dá 10.000 euros para combater vespa asiática em Oleiros

Fundo Florestal Permanente dá 10.000 euros para combater vespa asiática em Oleiros

O Município de Oleiros viu aprovada a candidatura de apoio financeiro para destruição dos ninhos de vespa velutina, também conhecida por asiática, tendo auferido o montante máximo por beneficiário de 10.000 euros.

Esta medida insere-se no eixo de intervenção “Funções ecológicas, sociais e culturais da floresta” (previsto no Regulamento do Fundo Florestal Permanente) e pretende, com este financiamento, apoiar os municípios na tarefa de detecção e destruição dos ninhos e colónias de vespa velutina.

Fonte institucional da autarquia de Oleiros recorda que, a conhecida vespa asiática é um predador de abelhas e de outros insectos que, ao colocar em risco os recursos apícolas, surge como uma ameaça ao cumprimento pelos espaços florestais, da imprescindível função ecológica e, por consequência, agrícola e económica, que é a polinização das plantas.

Luta à velutina

Nos últimos dois anos, a autarquia, através do seu Serviço Municipal de Protecção Civil e Gabinete Técnico Florestal, tem vindo a resolver as situações dos ninhos identificados, pelos seus próprios meios e recursos. No entanto, o surgimento de casos de avistamentos de ninhos tem aumentado significativamente, pelo que se torna fundamental o investimento neste tipo de luta.

No presente ano, diz a autarquia, já foram destruídos alguns ninhos primários pelo SMPC/GTF, pedindo assim a colaboração da população na identificação dos mesmos, cuja destruição vai impedir o nascimento de centenas de obreiras desta espécie.

Poderão fazê-lo através do contacto com o município, ou ainda, na plataforma online SOS Vespa (aqui), para posterior validação da informação por estes serviços.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

GNR apreende 287 quilos de pescado por fuga à lota em Quarteira. Coima até 44.891 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR — Guarda Nacional Republicana, através do Sub-destacamento de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.