Início / Agenda / Feira do Fumeiro de Montalegre está de volta a 24 de Janeiro. Está preparado?

Feira do Fumeiro de Montalegre está de volta a 24 de Janeiro. Está preparado?

A “rainha do fumeiro” volta a mostrar-se de 24 a 27 de Janeiro no coração da vila de Montalegre. A 28.ª Edição da Feira do Fumeiro de Montalegre é a oportunidade para degustar produtos de excelência oriundos da capital do Barroso.

A Feira do Fumeiro e Presunto de Barroso é organizada pela Câmara Municipal de Montalegre desde o ano de 1992 e, a partir de 2002, em parceria com a Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã.

Além de muitos petiscos e animação, a Feira conta com showcookings, a apresentação do livro “Entre Ventos e Fumos”, do Chef Nuno Diniz, uma sessão de “Corte de Presunto”, a cargo de Victor Burgos e “Chegas de bois” na Ponte da Pedra.

A História

Explica a autarquia de Montalegre que a “ideia nasceu e o desenho deste projecto também. Mas, quando chegou o momento de procurar produtores, a organização confrontou-se com barreiras culturais extremamente enraizadas na população local: tradicionalmente só os “pobres” vendiam os presuntos e as chouriças produzidas em casa, na maioria das vezes de forma escondida e os produtores que poderiam dispensar fumeiro para venda sentiam-se envergonhados em fazê-lo publicamente”.

Estrategicamente, a comissão organizadora redesenhou um novo modelo do projecto: ia a casa dos produtores buscar os produtos que eram pesados e preçados, vendia-os sem referência ao nome do seu produtor, apenas com um código que só ela própria conhecia e, posteriormente, entregava ao produtor o dinheiro resultante da venda.

A chegada da rotulagem

Este modelo vingou durante os dois primeiros anos. A partir do terceiro ano alguns produtores começaram a permitir que o seu nome fosse colocado nos rótulos dos produtos e, só a partir do quinto ano de edição, é que alguns produtores se mostraram disponíveis para estarem presentes na Feira e eles próprios venderem o seu fumeiro, ao mesmo tempo que, em espaço diferenciado, a Câmara continuava a vender o fumeiro daqueles que continuavam a não querer assumir a venda.

Só a partir de 1999 foi possível organizar uma Feira com todos os produtores presentes.

Iniciada numa pequena garagem com 50m2 e 4 dias de edição, onde estava presente fumeiro de 35 produtores e 1.226 Kgs , logo no 1º dia de edição, a organização viu todo o seu produto esgotado. Esta foi a prova de que a aposta da Câmara Municipal de Montalegre na realização deste certame estava ganha.

“A garantia de qualidade que a organização assumia perante os compradores, aceitando devoluções se aqueles não ficassem satisfeitos, foi a principal razão deste sucesso”, explica ainda a autarquia. Nos anos seguintes, esta Feira foi crescendo sistematicamente.

Pode consultar o programa completo da Feira aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Produtores de sementes para produção de rebentos têm de estar registados na DGAV. Já conhece as novas regras?

Os estabelecimentos que produzem rebentos têm de ser aprovados pela  DGAV – Direcção Geral de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.