AGRICULTURA E MAR ACTUAL http://agriculturaemar.com Portal do mundo rural e da economia do mar Fri, 28 Feb 2020 19:43:02 +0000 pt-PT hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.3.2 Sesimbra: Hortas Solidárias da Quinta do Conde têm candidaturas abertas http://agriculturaemar.com/sesimbra-hortas-solidarias-da-quinta-do-conde-tem-candidaturas-abertas/ http://agriculturaemar.com/sesimbra-hortas-solidarias-da-quinta-do-conde-tem-candidaturas-abertas/#respond Fri, 28 Feb 2020 18:20:39 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48174 A Câmara Municipal de Sesimbra informa que as candidaturas às Hortas Solidárias da Quinta do Conde estão abertas permanentemente, possibilitando aos interessados a inscrição durante todo o ano. Destinado a famílias e organizações não governamentais locais, o projecto tem como objectivo promover a agricultura em modo tradicional de cariz tendencialmente biológico, como actividade de lazer …

O post Sesimbra: Hortas Solidárias da Quinta do Conde têm candidaturas abertas aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Câmara Municipal de Sesimbra informa que as candidaturas às Hortas Solidárias da Quinta do Conde estão abertas permanentemente, possibilitando aos interessados a inscrição durante todo o ano.

Destinado a famílias e organizações não governamentais locais, o projecto tem como objectivo promover a agricultura em modo tradicional de cariz tendencialmente biológico, como actividade de lazer ou como complemento económico.

Os talhões localizam-se na Várzea da Quinta do Conde, num terreno que disponibiliza água para rega, um abrigo comum para acondicionar as ferramentas, vestuário e estufa.

614 beneficiários directos

Acrescenta fonte institucional da autarquia de Sesimbra que, actualmente, as hortas contam com 614 beneficiários directos, divididos por 84 aglomerados familiares e 6 organizações não-governamentais.

Os interessados podem inscrever-se na Unidade Técnica de Apoio ao Empresário, Pescas e Ruralidade, localizada no Centro de Apoio à Incubação de Empresas de Sesimbra, em Santana, ou em qualquer dos postos do Balcão Único de Serviços.

Mais informações pelo telefone 21 010 84 43, ou pelo e-mail pescas.ruralidade@cm-sesimbra.pt.

Agricultura e Mar Actual

O post Sesimbra: Hortas Solidárias da Quinta do Conde têm candidaturas abertas aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/sesimbra-hortas-solidarias-da-quinta-do-conde-tem-candidaturas-abertas/feed/ 0
Açores: Organizações de produtores podem candidatar-se a apoios financeiros até 12 de Março http://agriculturaemar.com/acores-organizacoes-de-produtores-podem-candidatar-se-a-apoios-financeiros-ate-12-de-marco/ http://agriculturaemar.com/acores-organizacoes-de-produtores-podem-candidatar-se-a-apoios-financeiros-ate-12-de-marco/#respond Fri, 28 Feb 2020 18:00:30 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48177 O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que as organizações de produtores nos Açores podem apresentar até 12 de Março candidaturas a apoios financeiros, no âmbito da resolução do Conselho do Governo, nos domínios da agricultura e pecuária, promoção da saúde e bem-estar animal. “As candidaturas serão seleccionadas tendo em conta a prioridade das …

O post Açores: Organizações de produtores podem candidatar-se a apoios financeiros até 12 de Março aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que as organizações de produtores nos Açores podem apresentar até 12 de Março candidaturas a apoios financeiros, no âmbito da resolução do Conselho do Governo, nos domínios da agricultura e pecuária, promoção da saúde e bem-estar animal.

“As candidaturas serão seleccionadas tendo em conta a prioridade das acções e dos projectos em prol do desenvolvimento do sector e do mundo rural, atendendo a critérios como a qualidade e a coerência da acção ou projecto, o grau de cobertura na área geográfica de actuação, a relevância para atender à prestação de serviços, a importância para a sustentabilidade e crescimento económico das áreas abrangidas, bem como a conformidade com os recursos e aptidão da entidade proponente”, referiu João Ponte.

O secretário Regional falava no final de uma reunião que juntou agricultores e a direcção da Cooperativa Agrícola do Pilar da Bretanha, no concelho de Ponta Delgada.

Objectivos

João Ponte salientou que este tipo apoio concedido pelo Governo Regional tem como objectivos apoiar a gestão técnica e económica das explorações agrícolas, melhorar as condições de trabalho dos agricultores, promover a segurança alimentar, a sanidade animal e a saúde pública, bem como a protecção do ambiente, a divulgação agrária, o melhoramento genético, a regularização dos mercados, a promoção e a comercialização dos produtos regionais.

O secretário Regional frisou que as associações agrícolas e as cooperativas “têm sido parceiros fundamentais, quer na definição e implementação da estratégia regional, quer pelo seu contributo para o desenvolvimento do sector agrícola nos Açores”.

Agricultura e Mar Actual

O post Açores: Organizações de produtores podem candidatar-se a apoios financeiros até 12 de Março aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/acores-organizacoes-de-produtores-podem-candidatar-se-a-apoios-financeiros-ate-12-de-marco/feed/ 0
Castro Marim. Rio Seco tem prova cega de vinhos caseiros a 7 de Março http://agriculturaemar.com/castro-marim-rio-seco-tem-prova-cega-de-vinhos-caseiros-a-7-de-marco/ http://agriculturaemar.com/castro-marim-rio-seco-tem-prova-cega-de-vinhos-caseiros-a-7-de-marco/#respond Fri, 28 Feb 2020 17:30:51 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48180 A Câmara Municipal de Castro Marim informa que o Grupo Desportivo e Cultural do Rio Seco organiza, no próximo dia 7 de Março, nas suas instalações, uma prova cega de vinhos caseiros. A prova cega consiste em ocultar do provador os dados relativos à origem, marca, ano de colheita e produtor do vinho em causa, …

O post Castro Marim. Rio Seco tem prova cega de vinhos caseiros a 7 de Março aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Câmara Municipal de Castro Marim informa que o Grupo Desportivo e Cultural do Rio Seco organiza, no próximo dia 7 de Março, nas suas instalações, uma prova cega de vinhos caseiros.

A prova cega consiste em ocultar do provador os dados relativos à origem, marca, ano de colheita e produtor do vinho em causa, sendo uma forma mais justa de avaliação, já que todos os vinhos partem em igualdade de circunstâncias, uma espécie de “prova sem rede”.

Mais de 40 produtores

São mais de quarenta produtores de vinho do concelho de Castro Marim e concelhos vizinhos que participarão na prova e que serão avaliados durante o jantar. Os dez primeiros entrarão em concurso onde serão avaliados por um júri. Existem prémios para os 5 primeiros classificados.

A prova de vinhos caseiros vai ser acompanhada ao som do acordeão de Jaime Gomes.

Reservas

Para mais informações ou reservas para o jantar convívio, pode contactar o Grupo Desportivo através dos números: 962 970 083 | 926 628 742. As reservas devem ser feitas até dia 5 de Março. O jantar tem um custo de 15 euros por pessoa.

O evento é organizado pelo Grupo Desportivo e Cultural do Rio Seco, com o apoio da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Castro Marim.

Agricultura e Mar Actual

O post Castro Marim. Rio Seco tem prova cega de vinhos caseiros a 7 de Março aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/castro-marim-rio-seco-tem-prova-cega-de-vinhos-caseiros-a-7-de-marco/feed/ 0
Póvoa de Varzim recebe workshop “Sustentabilidade: como mudar hábitos e mentalidades” http://agriculturaemar.com/povoa-de-varzim-recebe-workshop-sustentabilidade-como-mudar-habitos-e-mentalidades/ http://agriculturaemar.com/povoa-de-varzim-recebe-workshop-sustentabilidade-como-mudar-habitos-e-mentalidades/#respond Fri, 28 Feb 2020 17:00:08 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48182 O Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim vai receber o workshop “Sustentabilidade: como mudar hábitos e mentalidades”, no próximo dia 11 de Março, entre as 9 e as 13 horas. O workshop está integrado no projecto Litoral Rural Empreende levado a cabo pela Associação de Desenvolvimento Regional – GAL Litoral Rural, da qual a autarquia …

O post Póvoa de Varzim recebe workshop “Sustentabilidade: como mudar hábitos e mentalidades” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim vai receber o workshop “Sustentabilidade: como mudar hábitos e mentalidades”, no próximo dia 11 de Março, entre as 9 e as 13 horas.

O workshop está integrado no projecto Litoral Rural Empreende levado a cabo pela Associação de Desenvolvimento Regional – GAL Litoral Rural, da qual a autarquia da Póvoa de Varzim faz parte.

As inscrições já se encontram abertas. São gratuitas mas obrigatórias (aqui).

Reforçar o ecossistema empreendedor

A iniciativa Litoral Rural Empreende pretende qualificar e reforçar o ecossistema empreendedor do território e activar a cooperação e networking no sentido de contribuir para a sustentabilidade dos negócios de base local.

Estas acções, refere fonte institucional do município da Póvoa de Varzim, visam capacitar as empresas e empreendedores na divulgação de informação relativa aos sectores: turismo, restauração, agroalimentar, comércio e serviços, nomeadamente informação técnica, económica ou organizacional; melhorar o desempenho nos domínios da competitividade, da organização da produção, do mercado, do ambiente e clima, e do desenvolvimento dos territórios rurais; inovar (nos produtos/serviços, no marketing, na organização e nos processos, em todos os contextos – económico, social, cultural).

Litoral Rural

A Litoral Rural — Associação de Desenvolvimento Regional é uma entidade privada sem fins lucrativos, constituída em Fevereiro de 2015.

Teve como principal desígnio para a sua constituição a acreditação como Entidade Gestora, com a responsabilidade de gestão do programa Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), e o reconhecimento de uma Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL), com o propósito de reduzir as assimetrias locais e promover o desenvolvimento económico, social e cultural dos concelhos que constituem a sua área de intervenção.

Agricultura e Mar Actual

O post Póvoa de Varzim recebe workshop “Sustentabilidade: como mudar hábitos e mentalidades” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/povoa-de-varzim-recebe-workshop-sustentabilidade-como-mudar-habitos-e-mentalidades/feed/ 0
UE: Regime de ajuda à armazenagem privada abrangeu 213.500 toneladas de azeite http://agriculturaemar.com/ue-regime-de-ajuda-a-armazenagem-privada-abrangeu-213-500-toneladas-de-azeite/ http://agriculturaemar.com/ue-regime-de-ajuda-a-armazenagem-privada-abrangeu-213-500-toneladas-de-azeite/#respond Thu, 27 Feb 2020 15:00:44 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48163 A Comissão Europeia informa que o regime de ajuda à armazenagem privada de azeite adoptado em Novembro de 2019 foi concluído hoje, 27 de Fevereiro, com o último procedimento de concurso. Globalmente, o regime abrangeu um volume total de 213.500 toneladas de azeite, representando cerca de 27% do total das existências da UE no início …

O post UE: Regime de ajuda à armazenagem privada abrangeu 213.500 toneladas de azeite aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Comissão Europeia informa que o regime de ajuda à armazenagem privada de azeite adoptado em Novembro de 2019 foi concluído hoje, 27 de Fevereiro, com o último procedimento de concurso. Globalmente, o regime abrangeu um volume total de 213.500 toneladas de azeite, representando cerca de 27% do total das existências da UE no início da campanha de 2019/2020.

O quarto e último concurso terminou com um montante máximo de ajuda de 0,83 euros por dia e por tonelada de azeite virgem extra, virgem e lampante para um volume de 41.600 toneladas, a armazenar durante 180 dias.

Segundo o Comissário para a Agricultura e o Desenvolvimento Rural, Janusz Wojciechowski, “depois de meses de desequilíbrio no mercado, tenho orgulho de ver uma conclusão positiva da última licitação do regime de ajuda à armazenagem privada de azeite. É muito cedo para ver o impacto total da medida de suporte, mas os primeiros sinais de recuperação de preços já são visíveis. A Comissão Europeia mostrou mais uma vez o seu compromisso e apoio aos agricultores europeus, especialmente quando confrontados com perturbações do mercado”.

Desequilíbrio entre oferta e procura

Em comunicado, a Comissão Europeia explica que, após importantes níveis de stock de azeite na UE, bem como boas colheitas consecutivas, criou-se um desequilíbrio entre oferta e procura e uma queda nos preços. Assim, a Comissão Europeia aprovou um regime de ajuda à armazenagem privada destinado a estabilizar o mercado e aumentar os preços. O regime operou por meio de quatro procedimentos de licitação, sendo o primeiro em Novembro de 2019 e o último concluído hoje.

No geral, a maioria das ofertas veio da Espanha, onde o mercado está particularmente pressionado e os stocks são excepcionalmente altos.

“Apesar dos primeiros sinais de melhoria, levará mais tempo para que todo o impacto nos preços do azeite da UE se torne visível. A Comissão permanecerá vigilante e continuará a acompanhar de perto a evolução do mercado no sector do azeite”, refere o mesmo comunicado.

Agricultura e Mar Actual

O post UE: Regime de ajuda à armazenagem privada abrangeu 213.500 toneladas de azeite aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/ue-regime-de-ajuda-a-armazenagem-privada-abrangeu-213-500-toneladas-de-azeite/feed/ 0
UE apoia combate à intensa praga de gafanhotos-do-deserto na África Oriental com 10 M€ http://agriculturaemar.com/ue-apoia-combate-a-intensa-praga-de-gafanhotos-do-deserto-na-africa-oriental-com-10-me/ http://agriculturaemar.com/ue-apoia-combate-a-intensa-praga-de-gafanhotos-do-deserto-na-africa-oriental-com-10-me/#respond Thu, 27 Feb 2020 14:30:57 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48165 A Comissão Europeia anunciou hoje, 27 de Fevereiro, a concessão de mais 10 milhões de euros para combater uma das pragas de gafanhotos-do-deserto mais graves desde há décadas, na África Oriental. A praga poderia ter consequências devastadoras para a segurança alimentar numa região vulnerável, na qual 27,5 milhões de pessoas sofrem de uma grave insegurança …

O post UE apoia combate à intensa praga de gafanhotos-do-deserto na África Oriental com 10 M€ aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Comissão Europeia anunciou hoje, 27 de Fevereiro, a concessão de mais 10 milhões de euros para combater uma das pragas de gafanhotos-do-deserto mais graves desde há décadas, na África Oriental. A praga poderia ter consequências devastadoras para a segurança alimentar numa região vulnerável, na qual 27,5 milhões de pessoas sofrem de uma grave insegurança alimentar e, pelo menos, mais 35 milhões estão em risco.

A Comissária responsável pelas Parcerias Internacionais, Jutta Urpilainen, sublinhou que “esta crise mostra, uma vez mais, a fragilidade dos sistemas alimentares confrontados com ameaças. A abordagem da UE, em consonância com o Pacto Ecológico, centra-se na sustentabilidade. Temos de reforçar a capacidade de resposta colectiva a estas ameaças, mas também temos a responsabilidade de intervir de imediato com determinação para evitar uma crise grave, combater as causas profundas desta catástrofe natural e proteger os meios de subsistência e a produção alimentar”.

FAO elabora plano de resposta

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) elaborou um plano de resposta, mas “importa alargar de imediato as intervenções nacionais para apoiar os governos dos países afectados. Existe, pois, uma estreita oportunidade para conter esta praga preocupante e proteger os meios de subsistência de milhões de pessoas vulneráveis, na África Oriental e não só”, diz um comunicado da Comissão Europeia.

“A reacção da UE, que trabalha em conjunto com os parceiros da Rede Mundial contra as Crises Alimentares, foi rápida. Esta parceria é constituída pela UE, a FAO, o Programa Alimentar Mundial e outras partes interessadas, tendo sido criada com o objectivo de proporcionar soluções sustentáveis para as crises alimentares em todo o Mundo”, acrescenta o mesmo comunicado.

A contribuição de 10 milhões de euros da UE, hoje anunciada, complementa o milhão de euros dos fundos humanitários já mobilizado. “A UE seguirá uma abordagem conjunta de ajuda humanitária e desenvolvimento para fazer face à crise e proteger os meios de subsistência”.

Gafanhoto-do-deserto

O gafanhoto-do-deserto é considerado, a nível mundial, a praga mais destrutiva causada por espécies migratórias. As perdas de culturas e alimentos nas zonas afectadas podem ser enormes, gerando impactos negativos directos e dramáticos na agricultura e nos meios de subsistência.

Desde há um mês, a situação na África Oriental deteriorou-se rapidamente. A longa época das chuvas, que terá início em Março, é propícia a uma nova vaga reprodutiva e mais propagação na região. Estão já ser comunicados prejuízos nas culturas e nas pastagens no Quénia, na Etiópia e na Somáliaos três países mais afectados —, podendo as perdas alastrar rapidamente a outros países vizinhos, como o Jibuti, a Eritreia, o Sudão do Sul, a Tanzânia e o Uganda. O Iémen, o Sudão, o Irão, a Índia e o Paquistão estão também em risco.

O plano de resposta da FAO estima que serão necessários cerca de 70,3 milhões de euros para as acções mais urgentes, tanto no que respeita ao controlo dos gafanhotos-do-deserto como à protecção e à recuperação dos meios de subsistência agrícolas. Com o anúncio de hoje sobre a concessão de 10 milhões de euros, o plano totaliza, até à data, 29,4 milhões de euros, por parte da UE e dos parceiros internacionais.

Agricultura e Mar Actual

O post UE apoia combate à intensa praga de gafanhotos-do-deserto na África Oriental com 10 M€ aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/ue-apoia-combate-a-intensa-praga-de-gafanhotos-do-deserto-na-africa-oriental-com-10-me/feed/ 0
Emprego: Laboratório Colaborativo para a Gestão Integrada da Floresta e Fogo está a contratar http://agriculturaemar.com/emprego-laboratorio-colaborativo-para-a-gestao-integrada-da-floresta-e-fogo-esta-a-contratar/ http://agriculturaemar.com/emprego-laboratorio-colaborativo-para-a-gestao-integrada-da-floresta-e-fogo-esta-a-contratar/#respond Thu, 27 Feb 2020 14:00:13 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48167 O Laboratório Colaborativo (CoLAB) ForestWISE, que desenvolve actividades de investigação, inovação e transferência de saber e de tecnologia com vista a aumentar a gestão florestal sustentável e a competitividade do sector florestal e a reduzir as consequências negativas dos incêndios rurais, tem 10 vagas em aberto para investigadores seniores e gestores de projectos. As candidaturas …

O post Emprego: Laboratório Colaborativo para a Gestão Integrada da Floresta e Fogo está a contratar aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O Laboratório Colaborativo (CoLAB) ForestWISE, que desenvolve actividades de investigação, inovação e transferência de saber e de tecnologia com vista a aumentar a gestão florestal sustentável e a competitividade do sector florestal e a reduzir as consequências negativas dos incêndios rurais, tem 10 vagas em aberto para investigadores seniores e gestores de projectos.

As candidaturas estão abertas até 11 de Março no website do ForestWISE (www.forestwise.pt), directamente acessíveis aqui.

Requisitos

O ForestWISE procura investigadores e gestores de projecto nas áreas científicas do âmbito de actuação do CoLAB (Engenharia Florestal, Gestão Industrial, Políticas Públicas, e congéneres), com doutoramento e experiência profissional de mais de cinco anos em gestão de projectos relacionados com a floresta e o fogo.

Estes 10 profissionais vão reforçar a equipa técnica do ForestWISE, composta por 20 elementos, que tem Carlos Fonseca, professor na Universidade de Aveiro, como CTO do CoLAB.

“Estes investigadores e gestores de projecto terão como responsabilidades a gestão da agenda de investigação do ForestWISE na sua área temática; a coordenação dos projectos de investigação e a identificação de oportunidades de I&D&I que respondam aos problemas e necessidades da gestão integrada dos fogos rurais”, afirma Carlos Fonseca.

Sede em Vila Real

O CoLAB tem a sua sede em Vila Real, no campus da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. A equipa vai fazer uso de infra-estruturas disponíveis na sede do CoLAB e em delegações em outras regiões do país, bem como de infra-estruturas e equipamentos existentes nos seus associados.

“Terminado o período de discussão pública do Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais e sendo conhecidas a Agenda de I&D&I do ForestWISE, a Agenda de Investigação e Inovação Agroalimentar, Florestas e Biodiversidade da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), urge reforçar a equipa do CoLAB com massa crítica capaz de dar resposta aos múltiplos desafios nestes domínios”, acrescenta José Manuel Mendonça, presidente do conselho de administração do ForestWISE.

15 associados

Com 15 associados, o ForestWISE – Associação para o Laboratório Colaborativo para a Gestão Integrada da Floresta e do Fogo – foi formalmente constituído no final de 2018, como uma associação sem fins lucrativos de direito privado, dotada de personalidade jurídica, com o objectivo de desenvolver actividades de I&D&I e de transferir conhecimento e tecnologia, tendo, para tal, sido desenvolvida, com a mais ampla participação, uma Agenda Estratégica de Investigação e Inovação.

Actualmente os associados do ForestWise são empresas – Altri Florestal, Amorim Florestal, EDP Distribuição, DS Smith Paper Viana, REN, Sonae Arauco Portugal e The Navigator Company; instituições académicas – INESC TEC, Instituto Superior deAgronomia da Universidade de Lisboa, Universidades de Aveiro, Évora, Trás-os-Montes e Alto Douro e Coimbra; e organismos públicos – AGIF e INIAV.

Agricultura e Mar Actual

O post Emprego: Laboratório Colaborativo para a Gestão Integrada da Floresta e Fogo está a contratar aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/emprego-laboratorio-colaborativo-para-a-gestao-integrada-da-floresta-e-fogo-esta-a-contratar/feed/ 0
Nuno Russo: “a informação permitirá valorizar o que produzimos” http://agriculturaemar.com/nuno-russo-a-informacao-permitira-valorizar-o-que-produzimos/ http://agriculturaemar.com/nuno-russo-a-informacao-permitira-valorizar-o-que-produzimos/#respond Thu, 27 Feb 2020 11:30:11 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48169 O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou, ontem, 26 de Fevereiro, no Seminário “Escolhas Alimentares Informadas: Literacia Nutricional do Consumidor”, promovido pela Ordem dos Nutricionistas, em Lisboa. A sua intervenção ocorreu integrada no painel “Do Desafio à Acção”, sob o tema “Visão da Agricultura”. “A Agricultura está na base …

O post Nuno Russo: “a informação permitirá valorizar o que produzimos” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou, ontem, 26 de Fevereiro, no Seminário “Escolhas Alimentares Informadas: Literacia Nutricional do Consumidor”, promovido pela Ordem dos Nutricionistas, em Lisboa. A sua intervenção ocorreu integrada no painel “Do Desafio à Acção”, sob o tema “Visão da Agricultura”.

“A Agricultura está na base do sistema alimentar e assume uma missão que passa por assegurar o equilíbrio desse sistema, a sua sustentabilidade e por garantir alimentos de qualidade e seguros”, começou por sublinhar.

Segundo o secretário de Estado, ainda muito pode ser feito em prol de “mais transparência e interacção na relação com o consumidor que, hoje, também quer escolher mais e melhor”, devendo ser sempre tido em consideração que, “no âmbito da Política Agrícola Comum e em linha com o novo Pacto Ecológico Europeu, a alimentação europeia deve continuar a ser segura, nutritiva e de elevada qualidade, pelo que é necessário protegê-la, garantindo o mínimo impacto na natureza”.

Escolhas mais informadas do ponto de vista nutricional

Nuno Russo não deixou de referir que “os futuros consumidores vão desejar ter acesso a dados que lhes permitam fazer escolhas mais informadas do ponto de vista nutricional, mas também ambiental, entre outros. Informação, essa, que também permitirá valorizar o que produzimos, a sua genuinidade, e, consequentemente, as pessoas, as suas competências e os territórios que as rodeiam”, defendeu Nuno Russo.

E acrescentou que, “enquanto bens económicos, os géneros alimentícios estão no centro das políticas públicas europeias relativas à produção e disponibilização desses bens. No espaço económico em que nos inserimos, as políticas em matéria alimentar, designadamente no que toca à informação disponibilizada, são harmonizadas através de regulamentação extensa, vasta e que é comum a toda a União Europeia”.

O secretário de Estado destacou ainda que “uma das grandes preocupações, que tem sido manifestada pela área governativa, prende-se com a eventual discriminação de determinados alimentos em detrimento de outros. A alteração de perfis nutricionais de produtos, para adaptação a um esquema fixo de rotulagem voluntário, poderá ser fácil para alimentos correntes, sendo muito pouco desejável que ocorra para produtos tradicionais ou produtos com valorização de qualidade reconhecida”.

“Harmonização das regras”

Nuno Russo, secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, concluiu a sua intervenção apelando à “harmonização das regras”, reflectindo, “por um lado, a percepção, pelo consumidor, sobre determinados nutrientes específicos e, por outro, a avaliação do alimento como um todo, integrando, ainda, um regime alimentar em linha com a estratégia para a promoção de uma alimentação e dieta saudáveis, respeitando, no entanto, os produtos tradicionais que fazem parte da identidade nacional”.

Agricultura e Mar Actual

O post Nuno Russo: “a informação permitirá valorizar o que produzimos” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/nuno-russo-a-informacao-permitira-valorizar-o-que-produzimos/feed/ 0
Açores pedem novos serviços mínimos com novo pré-aviso de greve dos estivadores em Lisboa http://agriculturaemar.com/acores-pedem-novos-servicos-minimos-com-novo-pre-aviso-de-greve-dos-estivadores-em-lisboa/ http://agriculturaemar.com/acores-pedem-novos-servicos-minimos-com-novo-pre-aviso-de-greve-dos-estivadores-em-lisboa/#respond Wed, 26 Feb 2020 19:40:45 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48141 O Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, solicitou ao Governo da República a implementação de novos serviços mínimos no transporte marítimo de mercadorias entre o continente e os Açores. Ana Cunha, em declarações à comunicação social, salientou que, tendo em conta o pré-aviso para um novo período de …

O post Açores pedem novos serviços mínimos com novo pré-aviso de greve dos estivadores em Lisboa aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, solicitou ao Governo da República a implementação de novos serviços mínimos no transporte marítimo de mercadorias entre o continente e os Açores.

Ana Cunha, em declarações à comunicação social, salientou que, tendo em conta o pré-aviso para um novo período de greve do Sindicato dos Estivadores e da Actividade Logística (SEAL), de 9 a 30 de Março, “a Região já interveio novamente junto do Governo da República, no âmbito deste novo pré-aviso”.

“Viemos de um período de greve que teve início a 19 de Fevereiro e termina a 9 de Março, em que foram fixados determinados serviços mínimos, tendo em conta as nossas preocupações e as especificidades da Região”, mas nesta segunda greve ”estamos preocupados, porque entendemos que os efeitos poderão ser mais gravosos”, até porque “surgem na continuidade de um período grande de três semanas, em que tivemos só com serviços mínimos”, frisou a secretária Regional.

Afectados mais terminais 

A titular da pasta dos Transportes adiantou que, “daquilo que também nos é dado a entender, do pré-aviso de greve, são afectados mais terminais do que no primeiro período, nomeadamente em Lisboa, e com reflexos também em Setúbal”.

Esta situação “levou a que, de imediato também, junto do Governo da República, pedíssemos novamente a fixação de serviços mínimos que assegurassem a continuidade do abastecimento às nove ilhas”, já que “o transporte marítimo de mercadorias é vital”, salientou Ana Cunha.

Açores sem alternativa

“Não temos alternativa, não temos ferrovia, não temos transportes terrestres e, nesse sentido, e porque já vimos de um período bastante prolongado de greve, voltámos a intervir junto do Governo da República, manifestando as nossas preocupações e solicitando particular atenção na definição dos serviços mínimos para a Região”, afirmou.

Os serviços mínimos são definidos por despacho conjunto do Ministério das Infra-estruturas e Habitação e do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, sendo que, “à semelhança do que foi feito para o período anterior, serão novamente fixados da mesma forma, que é a forma legal”, referiu Ana Cunha.

Além do pedido de fixação de serviços mínimos, a secretária Regional revelou que o Executivo também tem estado atento “aos serviços que têm sido prestados neste período, já em curso, de greve e de serviços mínimos”.

“Temos estado a acompanhar eventuais contingências que têm acontecido, e que inclusivamente nos podem levar a pedir a fiscalização do cumprimento desses serviços mínimos no período actual”, afirmou Ana Cunha.

Agricultura e Mar Actual

O post Açores pedem novos serviços mínimos com novo pré-aviso de greve dos estivadores em Lisboa aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/acores-pedem-novos-servicos-minimos-com-novo-pre-aviso-de-greve-dos-estivadores-em-lisboa/feed/ 0
Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 17 a 23 Fevereiro 2020 http://agriculturaemar.com/cotacoes-bovinos-informacao-semanal-17-a-23-fevereiro-2020/ http://agriculturaemar.com/cotacoes-bovinos-informacao-semanal-17-a-23-fevereiro-2020/#respond Wed, 26 Feb 2020 18:00:20 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=48146 Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas As cotações médias nacionais dos novilhos e novilhas de 12 a 24 meses de raça Turina mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior. As cotações médias nacionais dos novilhos de 12 a 24 meses cruzados de Charolês aumentaram cerca de 0,01 €. As cotações médias nacionais …

O post Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 17 a 23 Fevereiro 2020 aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais dos novilhos e novilhas de 12 a 24 meses de raça Turina mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior. As cotações médias nacionais dos novilhos de 12 a 24 meses cruzados de Charolês aumentaram cerca de 0,01 €. As cotações médias nacionais das novilhas de 12 a 24 meses cruzadas de Charolês aumentaram cerca de 0,02 €.

Na região do Entre Douro e Minho a oferta e a procura de bovinos foram médias e equilibradas. Mantém-se a entrada de carne oriunda do mercado externo, principalmente de Espanha a preços inferiores e saída de vacas de abate e refugo para  Espanha. Estabilidade de cotações nas duas áreas de mercado desta região.

Trás-os-Montes

Na região de Trás-os-Montes em ambas as áreas de mercado, Terra Fria e Alto Tâmega, a oferta foi média/alta e a procura média/baixa. As cotações mantiveram-se estáveis.

Na Beira Litoral a oferta e a procura foram baixas nas três áreas de mercado: Aveiro, Coimbra e Viseu. Verificou-se estabilidade nas cotações.

Beira Interior

Na Beira Interior a oferta de bovinos foi relativamente abundante na área de mercado de Castelo Branco e média na área de mercado da Guarda; a procura foi média em ambas as áreas de mercado. As cotações mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta e procura de bovinos foram médias. As cotações mantiveram-se estáveis em todas as categorias de animais e áreas de mercado.

Alentejo

No Alentejo a oferta e a procura de bovinos foi média nas áreas de mercado de Beja e Estremoz. Na área de Évora a oferta foi média e a procura média/alta. Na área de mercado do Alentejo Litoral a oferta foi média/baixa e a procura baixa. As cotações aumentaram 0.05 € relativamente à semana anterior.

A tendência da Bolsa de Bovino foi de manutenção das cotações.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

O post Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 17 a 23 Fevereiro 2020 aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/cotacoes-bovinos-informacao-semanal-17-a-23-fevereiro-2020/feed/ 0