Início / Agricultura / Federação Agrícola dos Açores: Reitor da Universidade de Coimbra é “contra a produção nacional”

Federação Agrícola dos Açores: Reitor da Universidade de Coimbra é “contra a produção nacional”

O Reitor da Universidade de Coimbra vai proibir a carne de vaca na ementa das cantinas escolares. A Federação Agrícola dos Açores diz que esta atitude é “contra a produção nacional e limita a liberdade dos cidadãos”.

Em comunicado, a direcção da Federação Agrícola dos Açores entende que a decisão do Reitor é “discriminatória, radical e contra a produção agrícola nacional, uma vez que se insere numa tendência intelectual existente populista, onde se promove a difusão de correntes de opinião que tendem a desvirtuar a realidade dos factos”.

Desinformação da sociedade

Acrescenta aquela Federação açoriana que este tipo de acções “contribui para a desinformação da sociedade, sendo uma atitude precipitada e fora do contexto, não contribuindo em nada para a neutralidade carbónica que a União Europeia pretende atingir em 2050, no âmbito do plano que visa contrariar as alterações climáticas”.

“Sabendo que a Universidade de Coimbra é a mais antiga do País, não é compreensível nem aceitável pretender-se tomar uma medida com estas características, que vai contra as políticas que têm sido seguidas pela União Europeia, onde têm sido adoptadas acções protectoras do ambiente, que os agricultores têm vindo a cumprir integralmente, revendo desta forma, um desconhecimento injustificável da realidade da agricultura portuguesa, em particular da agropecuária”, acrescenta o mesmo comunicado.

Assim, a Federação Agrícola dos Açores “não pode deixar de reagir a uma medida como esta, já que a agropecuária é a principal actividade da economia, e por isso, a produção de bovinos tem uma importância decisiva em todas as ilhas [dos Açores], contribuindo para a coesão económico social de toda uma Região”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Porto de Viana do Castelo cresce 19% na movimentação de mercadorias

O movimento de mercadorias no Porto de Viana do Castelo registou um crescimento de 19% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.