Início / Agricultura / Falta de humidade do solo leva a produção forrageira inferior ao habitual

Falta de humidade do solo leva a produção forrageira inferior ao habitual

As condições de falta de humidade do solo conduziram à rápida dessecação dos prados e pastagens de sequeiro, em fim de ciclo, com a consequente diminuição da biomassa e valor nutritivo, divulga o Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Julho de 2019.

Globalmente, dizem os técnicos do INE, a produção forrageira foi inferior ao habitual, quer nas áreas de pastoreio directo quer nas superfícies destinadas à obtenção de alimentos conservados (fenos, silagens ou fenossilagens).

Teor de água no solo

No final de Junho, o teor de água no solo, em relação à capacidade de água utilizável pelas plantas, registou uma diminuição significativa no Litoral Norte e Centro.

Nas restantes regiões, mantêm-se vasta zonas com valores inferiores a 20%, sendo que, em alguns locais, estão muito próximos do ponto de emurchecimento permanente.

Reservas hídricas

Quanto às reservas hídricas no final de Junho, o volume de água armazenado nas albufeiras de Portugal continental encontrava-se nos 68% da capacidade total, inferior ao valor registado no final do mês anterior (71%) e ao valor médio de 75% (1990/91-2017/18).

O armazenamento de água em charcas e açudes particulares, em especial a Sul do Tejo, também é inferior ao normal, levantando preocupações quanto à capacidade futura de disponibilização de água para as culturas de regadio e para abeberamento dos efectivos.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Último concerto do ano de Cuca Roseta é na Casa da Música e é solidário

A fadista Cuca Roseta juntou-se à Vida Norte e à Casa da Música, no Porto, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.