Início / Agricultura / Exportações agroalimentares crescem quase 10 vezes mais que importações

Exportações agroalimentares crescem quase 10 vezes mais que importações

As exportações de produtos agro-alimentares cresceram 10,1 % em Fevereiro de 2018, relativamente a igual mês do ano passado, ascendendo a 459 milhões de euros. No mesmo período, as importações de produtos alimentares e bebidas atingiram 52 milhões de euros, registando um crescimento de 1,3%. O défice comercial mantém-se mas a desacelerar.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações de produtos primários ascenderam a 130 milhões de euros em Fevereiro (1.429 milhões de euros no trimestre terminado naquele mês), um crescimento homólogo de 14,8%.

Por sua vez, os empresários portugueses venderam 329 milhões de euros de produtos transformados no estrangeiro (mais 8,4% que em Fevereiro de 2017).

Importações

Quanto aos produtos primários importados chegaram aos 248 milhões de euros, registando uma queda de 8,3% face a Fevereiro do ano passado.

Do estrangeiro chegaram 403 milhões de euros de produtos transformados, uma subida homóloga de 8,3%.

Valores globais

As exportações e importações aumentaram 6,2% e 8,5%, respectivamente, em termos nominais em Fevereiro de 2018, desacelerando ambas face ao mês anterior (+10,0% e +12,1% em Janeiro de 2018, pela mesma ordem), divulga o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Destaque-se que o crescimento das exportações de material de transporte representou mais de dois terços (69,2%) do acréscimo global neste mês.

O défice da balança comercial de bens foi de 991 milhões de euros em Fevereiro de 2018, mais 170 milhões de euros que no mês homólogo de 2017.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Director Regional da Agricultura: sector da carne cresce significativamente nos Açores

O director Regional da Agricultura destacou o crescimento significativo que se regista na fileira da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.