Início / Agricultura / Estudo Novo Banco: Vinícultores devem estar atentos às guerras comerciais e ao Brexit

Estudo Novo Banco: Vinícultores devem estar atentos às guerras comerciais e ao Brexit

O mercado global do vinho está correlacionado com o crescimento económico global. Uma baixa do ciclo nos próximos anos pode interromper a expansão do mercado. Isto apesar de, actualmente, os consumidores mais jovens, mas com poder de compra, procurarem qualidade a um preço aceitável e de procurarem novas experiências.

Estas são algumas das conclusões do estudo “Sector do Vinho — Caracterização e Outlook”, realizado pelo departamento de Research Económico do Novo Banco, apresentado ontem, 20 de Setembro, na Conferência “O Vinho, o Dão, e a Beira”, promovida pelo Novo Banco, que decorreu no Montebelo Viseu Congress Hotel, integrada na Festa das Vindimas de Viseu que acontece até 23 de Setembro. Festas que o Novo Banco patrocina.

Adianta aquele estudo que os ‘millenials’ preferem desenvolver os seus gostos e preferências, em vez de seguir as dos outros. Favorecem o consumo de novos vinhos de novas regiões.

Mas, salienta que a continuação da boa evolução do sector vinícola pode ser afectada pelas guerras comerciais, como por exemplo as dos Estados Unidos e China. Por outro lado, dizem os analistas do Novo Banco, os produtores de vinho devem ter em atenção a possibilidade de instabilidade nas economias emergentes, da escassez de mão-de-obra nos Estados Unidos e estarem atentos ao Brexit.

Ver também:

Estudo Novo Banco. Vinho, um mercado em mudança. Maior variedade, concorrência e exigência

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Crédito Agrícola apoia exportação nacional na Fruit Attraction em Madrid

O Grupo Crédito Agrícola volta a participar na maior feira internacional destinada aos profissionais do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.